Policial militar é morto durante assalto a ônibus em Luziânia

Identificação do sargento Hernandes José Rosa, morto em assalto a ônibus na BR-040 (Foto: Arquivo pessoal)

O sargento da Polícia Militar do Distrito Federal, Hernandes José Rosa morreu, e duas pessoas ficaram feridas após uma tentativa de assalto a um ônibus da empresa Real Expresso em Luziânia, cidade do Entorno do Distrito Federal. O crime ocorreu por volta das 4h30 desta terça-feira (15/5), no km 61 da BR-040, na altura do povoado São Bartolomeu. Os criminosos morreram no local durante uma troca de tiros.

O ônibus seguia de São Paulo (SP) em direção a Brasília, com 22 passageiros. Há relatos de que os bandidos, que estavam armados e encapuzados, forçaram o motorista a parar, atirando contra o ônibus. O sargento da PM e um agente penitenciário, que seguiam no veículo, reagiram à abordagem, quando houve a troca de tiros. Os dois suspeitos morreram na hora.

O ônibus saiu da cidade de SP e estava chegando em Brasília (foto: PRF/Divulgação)

O sargento acabou baleado no peito por um tiro de calibre .12. Ele chegou a ser socorrido e levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Luziânia, em estado grave, mas não resistiu. Uma passageira, baleada no ombro, foi levada para o Hospital de Luziânia e depois transferida para o Hospital de Base, em Brasília, segundo a Real Expresso. O estado de saúde dela é gravíssimo e ela está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Corpos dos criminosos caíram na escada do veículo (Reprodução/Pinterest Imagens)

Um homem também foi baleado na mão, mas não corre risco de morte. Os assaltantes ainda não foram identificados pela polícia. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os corpos foram recolhidos e levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Luziânia.

Imagens feitas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) mostraram as marcas dos momentos de pânico vividos pelos passageiros e motorista do ônibus. Manchas de sangue ficaram espalhadas pelo piso do veículo. É possível ver ainda dezenas de marcas de tiros nos bancos.

Os bandidos fugiram da cadeia Municipal de Cristalina em 20 de março. Eles tinham passagem pela polícia por roubo.

Por meio de nota, a Real Expresso informou que está prestando assistência imediata aos passageiros. “Assim como oficializará um pedido junto às autoridades estaduais e federais para a melhoria da segurança das empresas operadoras de transporte que atuam no trecho”, escreveu a empresa.

No site da PMDF, a coorporação lamentou a morte do 3º sargento, que ficava lotado no 25º Batalhão da Polícia Militar, no Núcleo Bandeirante. “O policial, que transbordava amizade, profissionalismo, ética e humanidade, partiu e deixará imensa saudades àqueles que ficaram”, diz a nota.

Fonte: Correio Braziliense

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui