Primeira neve de 2018 pode atingir o Brasil neste fim de semana

Município de Bom Jardim da Serra (Foto: Reprodução/Amigos de Viagem)

A primeira neve do ano pode cair na madrugada do próximo domingo (20) em algumas cidades das serras de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul. De acordo com a Somar Meteorologia, uma forte massa de ar polar vai avançar pelo Sul do país no decorrer do fim de semana, devendo trazer neve aos municípios de Bom Jardim da Serra, São Joaquim, Urubici e Urupema, em Santa Catarina, e na cidade de São José dos Ausentes, na serra gaúcha. 

“Com a temperatura muito baixa e a umidade do ar muito alta, existe a possibilidade de chuva congelada ou neve nessas regiões”, explicou Maria Clara Sassaki, meteorologista da Somar, ao UOL. A especialista detalha a diferença entre os dois fenômenos.

Município de Bom Jardim da Serra (Foto: Reprodução/Amigos de Viagem)

“A chuva congelada ocorre quando a água congela enquanto cai no solo. Já a neve ocorre quando os flocos congelam ainda na nuvem”, complementa.

A meteorologista explicou que o fenômeno é comum e muito esperado nessa época do ano. “A temperatura está caindo gradativamente, tanto no Sul quanto no Sudeste do país, por conta da passagem de uma outra frente fria. A chegada dessa massa de ar polar mais forte deve avançar e derrubar significativamente as temperaturas nas duas regiões no fim de semana”, comentou Maria Clara.

Município de Urubici-SC (Foto: Reprodução/Amigos de Viagem)

Segundo a especialista, o frio deve ser mais intenso nas regiões de serra do Sul e do Sudeste do País. “Em algumas cidades, os termômetros ficarão próximos de 0 grau e a sensação térmica poderá chegar a -5°. O frio mais intenso está previsto para a próxima segunda-feira (21)”, completou.

Em 2017, foram registradas ondas de frio bastante intensas, com eventos de neve no Sul, principalmente no início do inverno. Simulações mostram que as temperaturas devem cair em todas as regiões do país. Frio extremo, se houver, deverá ser pontual.

Estudos indicam ainda que o inverno deste ano terá um frio mais frequente, mesmo que não tão intenso quanto em 2017. As regiões Sul e Sudeste devem ser as mais afetadas pela queda das temperaturas

Fonte: UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui