A Globo não sabe o que fazer com o monstro que ela criou – por Evaristo Magalhães

Opinião: “Rede Globo é vítima do monstro que ela própria criou” - foto: reprodução

Não há dúvida de que o PT foi o melhor contraponto, como crítico e como gestor, ao modelo explorador e desigual que as elites implantaram por aqui há mais de quinhentos anos.
Não existe, no Brasil, um partido com tantos militantes e simpatizantes em todas as esferas sociais como o PT.

Nunca nenhum partido, como o PT, conseguiu agregar tantos intelectuais, artistas, religiosos, estudantes, lideranças indígenas, lideranças do movimento negro, lideranças do movimento feminista, associações, diretórios, comunidades de base e sindicatos.

Não é possível que tanta gente possa estar equivocada por tanto tempo.

Os poderosos não tinham outra alternativa: era preciso tentar destruir o PT. E, na impossibilidade de destruí-lo via embate intelecto, optaram por acabar com ele sentimentalmente. Ou seja, pelo ódio. Especialmente, no momento em que o PT saiu dos palanques e das universidades e provou ser um gestor eficiente.

Com tantos avanços sociais, ficou difícil para os detentores das riquezas retornarem ao poder de outro modo que não pelo antipetismo.

Capitaneados pela Rede Globo, iniciaram uma cruzada – de faxada – contra as principais lideranças da esquerda brasileira.

No entanto, foi tanto ódio que o tiro saiu pela culatra. Entregaram o poder a um grupo completamente despreparado para tal.

No entanto, este grupo vem se sentindo completamente a vontade para falar e para fazer o que quiser – uma vez que a própria Rede Globo destruiu o seu maior contraponto. Criou-se a sensação – entre os mais desavisados – de que vale tudo com a condição de que não seja o PT de volta ao poder.

“Rede Globo é vítima do monstro que ela própria criou” – foto: reprodução

Sem contraponto, não há democracia. Sem contraponto, é fascismo, autoritarismo ou ditadura.

Nunca vi, no Brasil, algo tão patético quanto isto que está aí. É muita ignorância, muita burrice e muito amadorismo.

Agora, nem a própria Rede Globo sabe o que fazer com o monstro que ela mesma criou. Um novo golpe? Um novo impeachment? Uma nova cruzada? Trazer os militares de volta?
O que fazer para resolver este imbróglio? Como se livrar dessa vergonha?

Enquanto isso a crise só piora. O desemprego aumenta. A violência cresce. Nossa soberania sendo questionada. Nossas riquezas sendo leiloadas à preço de banana e os manipulados pela mídia atuando com seus ódios contra negros, mulheres, pobres, Indígenas e LGBTs.

Estamos à beira do caos. Não há perspectiva de melhora. À cada hora vem um novo desacerto. O que será de nós nas mãos de tanta gente maluca?

Evaristo Magalhães – Psicanalista

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui