A Manaus “moderna” invisível aos olhos da maioria da população

Anônimos da Manaus Moderna

Anônimos da Manaus Moderna
Anônimos da Manaus Moderna

Há uma cidade invisível aos olhos de quem passa no Centro da cidade de Manaus. Entre a multidão, habita um outro mundo de personagens, que a população prefere ver anônimos.

São deficientes físicos, mentais, mendigos, alcoólatras, dependentes químicos, prostitutas e garotos de programas, ladrões e criminosos, que circulam todos os dias por entre as pessoas em uma estrutura de privilégios e negócios ligados às classes sociais mais elevadas e que se alimentam da miséria, da fome e da pobreza dessa gente.

Trabalho explorativo na orla da cidade.
Trabalho explorativo na orla da cidade.

Caminhando pelo centro de Manaus durante a semana, essas pessoas se confundem com a multidão. Mas é nos finais de semana, quando as ruas estão despovoadas, é que eles ficam mais em evidência.

Aos finais de semana fica mais fácil vê-los dormindo no chão, nas calçadas, em abrigos improvisados ou consumindo álcool em pequenos grupos, vendendo serviços sexuais ou drogas.

Nesses dias é fácil vê-los caminhando pela Eduardo Ribeiro, descendo a Matriz e de lá para a orla fluvial e a igreja dos Remédios. Essas pessoas estão há décadas vivendo uma situação de abandono, decadência e exploração do poder econômico.

A cama improvisada de quem não tem para onde ir.
A cama improvisada de quem não tem para onde ir.

As operações policiais feitas contra hotéis clandestinos ao longo dos últimos 10 anos, tem encontrado pessoas consumindo drogas em apartamentos improvisados no submundo do Centro de Manaus e apresentados como problemas recentes. Outros casos, envolvendo escravas sexuais infantis, também ficam como registro de casos pontuais.

Porta do crime organizado

É pelo Porto de Manaus, ainda sem atenção das autoridades, que entram parte das mazelas sociais que afligem aquela área, drogas e pessoas do interior em busca de uma nova vida em Manaus. Há casos de interioranos que viraram aviões do tráfico quando não podem mais pagar hospedagem nos hotéis baratos da orla fluvial.

Da indigência às drogas, é um passo.
Da indigência às drogas, é um passo.

Alguns grupos empresariais já ofereceram alternativas de um novo porto com estrutura institucional capaz de mudar a cara da chamada Manaus Moderna e a Prefeitura de Manaus ignorou. O prefeito não mostrou interesse.

Essa semana, o prefeito lançou um programa de revitalização da orla fluvial mas os problemas são mais densos que aparentemente aparecem. Grande parte dos dejetos humanos e lixo são jogados no Rio Negro onde as pessoas se banham e até usam para o preparo de alimentos ou até para consumo pessoal.

Com a seca do rio, umas das tubulações ficou à vista e pode mostrar toneladas de dejetos humanos caindo no Rio Negro sob o olhar complacente das autoridades sanitárias ou do poder público.
A finalidade da feira da Manaus Moderna, como lugar de compra de produtos no varejo, não existe mais. A Manaus Moderna hoje, é dominada por grupos atacadistas de produtos hortifrutigranjeiros e distribuídos por toda a cidade.

Há interesses muito grandes na área da Manaus Moderna: grupos empresariais ligados a políticos e possivelmente ao crime organizado mandando na área. Essa é umas das faces dessa Manaus aparentemente invisível mas que impacta toda vida da população.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui