Ação social oferece dia de beleza para venezuelanas, em Manaus

O projeto vai abrir portas para receber venezuelanas – indígenas e não-indígenas/Foto: Divulgação

No próximo sábado (23), será realizada a nova edição da ação social “Por Elas”, na Escola Maria Rodrigues Tapajós, no bairro da Redenção, Zona Cento-Oeste de Manaus. O projeto vai abrir as portas para receber mulheres venezuelanas – indígenas e não-indígenas – oferecendo cortes de cabelo, limpeza de pele, doações de roupas e orientações para ingressar no mercado de trabalho, além de roda de conversa sobre o combate à violência doméstica.

A escola fica situada na Rua Goiânia, nº 701. O evento será realizado das 8h até às 14h.

Para a titular da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), Caroline Braz, a ação resgata a autoestima das mulheres e propõe fortalecimento para as refugiadas no Estado.

O projeto vai abrir portas para receber venezuelanas – indígenas e não-indígenas/Foto: Divulgação

“Durante a roda de conversa sobre violência doméstica, vamos apresentar a rede de atendimento e proteção para as mulheres, administrada pelo Governo do Amazonas”, afirma a secretária que também ressalta a importância que todas as mulheres tenham conhecimento do que é oferecido para elas, independente da nacionalidade.

A diretora administrativa do Sidia, Vânia Capela, explica que a iniciativa faz parte das estratégias da nova campanha de responsabilidade social e ambiental, We Respect.

“Queremos contribuir não só para a melhoria de vida do nosso público interno, mas também com a comunidade do nosso entorno. Por isso, junto com os nossos parceiros, buscamos diversificar a forma como o Dia Internacional da Mulher é celebrado, visando ajudar e minimizar as necessidades das pessoas que têm buscado refúgio em nosso País”.

Doações

Durante a ação, serão entregues kits de limpeza e roupas recolhidas por estudantes do Centro Universitário do Norte (Uninorte) para as mulheres venezuelanas.

Os interessados em doar alimentos e roupas para os refugiados podem procurar o Posto Avançado de Atendimento Humanizado ao Migrante, na rodoviária de Manaus, das 8h às 17h.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui