Ações judiciais evitam mais mortes por covid-19 em Coari

Foto: Reprodução

Em Coari (a 368 quilômetros de Manaus), o Ministério Público do Amazonas (MPAM), por meio da Promotoria de Justiça da cidade ajuizou Ação Civil Pública com pedido de Tutela Antecipada diante dos fatos ocorridos no município. Houve o aumento no número de casos de covid-19 e o desabastecimento de oxigênio no Hospital Regional de Coari, inclusive a morte de sete pessoas em razão da ausência de oxigênio.

Em outra Ação Civil, assinada também pela promotoria de Coari, o MPAM pede a determinação judicial da criação de leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) no Hospital Regional Prof. Dr. Odair Carlos Geraldo, referência para o tratamento de covid-19 no município, a fim de garantir o amplo e irrestrito acesso dos cidadãos aos serviços médicos de urgência necessários ao tratamento intensivo quando em condições de grave risco a saúde, assim garantindo o tratamento integral e efetivo.

O MP pediu na ação que o município, que providencie nove leitos de UTI adulto no hospital regional de Coari no prazo de 15 dias, e ainda sete leitos de UTI dos quais três leitos destinados para pediatria e quatro para neonatal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui