Adriano Martins renova contrato com o UFC para mais quatro lutas

Adriano Martins anuncia renovação com o UFC/Foto: Emanuel Siqueira

Adriano Martins anuncia renovação com o UFC/Foto: Emanuel Siqueira

O amazonense Adriano Martins, de 31 anos, renovou por mais quatro lutas seu contrato com o UFC e manterá uma base em Manaus e outra nos Estados Unidos.

O anúncio oficial aconteceu na manhã de ontem (07), durante reunião com a secretária de Estado da Juventude, Desporto e Lazer (SEJEL) Alessandra Campelo, com isto, além de permanecer no Ultimate Fighting, Adriano, também, continuará recebendo apoio do Governo do Amazonas e da Prefeitura de Manaus.

O lutador falou sobre a nova estratégia. “Infelizmente a gente vem de uma derrota, mas isso serviu pra gente abrir os olhos em relação a muita coisa tecnicamente. Agora estamos indo para os Estados Unidos pra gente montar a nossa equipe, as pessoas que vão trabalhar conosco, os atletas que vão fazer a parte de sparing, então acho que isso é superimportante, agora é focar nisso. Renovamos nosso contrato por mais quatro lutas, agora é foco, é treino, consertar o que tem de errado, bola pra frente e vamos pra próxima luta”.

Após o nocaute sofrido diante de Donald Cerrone no dia 25 de janeiro, no UFC On Fox 10, Adriano pegou uma suspensão médica de dois meses da organização. O próximo combate, portanto, deve acontecer entre maio e junho. Ele garante voltar por cima e se manter entre os melhores do mundo no peso leve do Ultimate. “Vou voltar mais forte do que nunca”, assegurou o lutador da equipe Top Life e patrocinado pela Equador Petróleo.

Garantia de parceria

A secretária Alessandra Campêlo assegurou a parceria do Governo com o lutador. “Assim como o Adriano renovou o contrato dele por mais quatro lutas, nós renovamos também o nosso compromisso de apoio e estaremos ajudando com passagem aérea, com apoio nos treinos, enfim, com toda estrutura aqui do Centro de Treinamento de Alto Rendimento, mas principalmente, com apoio para que ele possa levar a equipe técnica e possa participar de todas as competições, além dos patrocínios que o Governo do Estado viabiliza através de empresas”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui