Amazonas é o maior produtor de matrinxã do país

Pescaria profissional de Matrinxã com rede no Rio Negro-AM - foto: arquivo/divulgação

O Amazonas é o maior produtor de matrinxã do país, com 55,3% de participação no total da produção do Brasil. Em 2019, eram 60,9% de participação. A produção de pirarucu, por sua vez, é a quarta maior, com 7,6% de participação no total.

Já a produção de tambaqui no Amazonas é a quinta maior, entre as unidades da federação, com 6,2% de participação no total produzido no país.

Os dados são da Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM) 2020. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A produção de curimatã caiu significativamente (-69,3%), de 2019 para 2020, no Amazonas, mas, em contrapartida, a produção de peixes muito importantes no Estado, como o matrinxã (10,0%) e o tambaqui (3,2%), além dos alevinos (24,5%), cresceu, em 2020.

“Houve muitas variações entre 2019 e 2020, mas a agricultura teve muito destaque com a produção de peixes”, explicou o disseminador de informações do IBGE no Amazonas, Adjalma Jacques.

Em 2020, a aquicultura do Estado do Amazonas produziu 8,4 mil toneladas de peixes, cerca de R$ 80,7 milhões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui