Amazonas tem a maior produção de castanha-do-pará do país

Foto: Reprodução

Do total da produção nacional de castanha-do-pará, 35,3% foram do Amazonas (11.707 toneladas), em 2020, somando R$ 34,8 milhões em valor de produção. O Estado é a Unidade da Federação com a maior quantidade e valor de produção de castanha-do-pará, no país. Em segundo lugar, vem o Pará, com 8.643 toneladas produzidas e R$ 20,8 milhões em valor de produção, e o terceiro lugar do ranking é o Acre, com 6.769 toneladas produzidas e R$ 17,6 milhões em valor de produção, em 2020.

A maior produção de açaí entre as Unidades da Federação é, com folga, a do Pará, com 149.671 toneladas, e valor de produção de R$ 569,1 milhões. O Amazonas aparece como o segundo maior produtor de açaí, com 43.733 toneladas produzidas, e valor de produção de R$ 74,5 milhões; e o terceiro é o Maranhão, com 17.809 toneladas produzidas, e R$ 34,8 milhões em valor de produção.

No total, o valor da produção do extrativismo vegetal Amazonas, em 2020, foi de R$ 284,6 milhões, o sexto maior do país. O maior valor produzido no país foi o do Pará (R$ 1,6 bilhões). Os dados são da pesquisa sobre Produção da Extração Vegetal e da Silvicultura (PEVS), referente a 2020, e divulgada nesta quarta-feira (6), pelo IBGE.

Em 2020, o valor total da produção obtido por meio da extração vegetal no Amazonas caiu 2,1%, totalizando R$ 284,6 milhões (foram R$ 290,7 milhões, em 2019). No ranking nacional, o Amazonas aparece como a 5ª unidade federativa com maior valor de produção de extração vegetal; em 2019, possuía o 4º maior valor de produção, mas o Estado foi ultrapassado pelo Maranhão, que obteve crescimento no valor produzido, alcançando R$ 285,4 milhões.

Embora seja muito importante para a economia local, o extrativismo vegetal vem perdendo força nos últimos cinco anos, puxado pelos produtos alimentícios e madeireiro. A ponto de deixar o Estado na quinta posição em valor de produção no ano de 2020.

“Mesmo assim, o Amazonas ainda consegue destaque em alguns produtos extrativos de boa aceitação no mercado local e nacional. O Estado é líder na produção de castanha-do-pará, puxado principalmente pela grande produção de Humaitá que é o principal produtor local”, disse o disseminador de informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística no Amazonas (IBGE-AM), Adjalma Jacques.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui