Amazonas tem alta na exportação e importação em janeiro

Foto: Reprodução

O Amazonas registrou crescimento tanto nas exportações quanto nas importações no mês de janeiro de 2021. É o que mostra o resultado da última Balança Comercial do Amazonas, elaborada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), que destaca os países da Venezuela, Bolívia, Argentina e Alemanha como principais destinos dos produtos amazonenses.

Nas exportações, o crescimento foi de 26,34% na comparação com janeiro de 2020 e de 6,51% em relação a dezembro de 2020. Os valores exportados alcançaram cifras de US$ 71,98 milhões em janeiro de 2021. A Venezuela foi o principal destino das exportações do Amazonas, registrando o equivalente a 15,39% do total exportado, totalizando US$ 11,08 milhões. O principal produto responsável pelo bom resultado das exportações para o país vizinho aparece no levantamento como “misturas e pastas para preparação de produtos de padaria, pastelaria”, com participação de 32,10% do total para esse país.

O produto que mais foi exportado em janeiro, se considerado isoladamente, aparece no relatório como “outras preparações alimentícias” (produtos para elaboração de bebidas), representando US$12,43 milhões, o equivalente a 17,27% do total exportado. A Bolívia foi o destino principal desse produto com participação de 52,60% do total exportado.

As importações do Amazonas no mês de Janeiro de 2021 registraram cifras da ordem de US$934,57 milhões, o que significa um aumento de 10,69% na comparação com dezembro de 2020 e de retração de -1,65% na comparação com janeiro de 2020. A China se mantém como principal origem das importações do Amazonas registrando o valor de US$398,93 milhões, o que representa a participação 42,69% das importações totais do Amazonas.

O principal produto importado que aparece no levantamento da Balança Comercial do Amazonas como “outras partes destinadas aos aparelhos transmissores” com um total de US$ 133,81 milhões, o que equivale a 14,32% das importações, cujos 81,54% são originários da China. O item “processadores e controladores” foi o segundo produto mais importado, alcançando cifras de US$ 82,14 milhões com participação de 8,79%, sendo Taiwan com origem de 28,32% das compras desse produto.Amazonas tem alta na exportação e importação em janeiro

O Amazonas registrou crescimento tanto nas exportações quanto nas importações no mês de janeiro de 2021. É o que mostra o resultado da última Balança Comercial do Amazonas, elaborada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), que destaca os países da Venezuela, Bolívia, Argentina e Alemanha como principais destinos dos produtos amazonenses.

Nas exportações, o crescimento foi de 26,34% na comparação com janeiro de 2020 e de 6,51% em relação a dezembro de 2020. Os valores exportados alcançaram cifras de US$ 71,98 milhões em janeiro de 2021. A Venezuela foi o principal destino das exportações do Amazonas, registrando o equivalente a 15,39% do total exportado, totalizando US$ 11,08 milhões. O principal produto responsável pelo bom resultado das exportações para o país vizinho aparece no levantamento como “misturas e pastas para preparação de produtos de padaria, pastelaria”, com participação de 32,10% do total para esse país.

O produto que mais foi exportado em janeiro, se considerado isoladamente, aparece no relatório como “outras preparações alimentícias” (produtos para elaboração de bebidas), representando US$12,43 milhões, o equivalente a 17,27% do total exportado. A Bolívia foi o destino principal desse produto com participação de 52,60% do total exportado.

As importações do Amazonas no mês de Janeiro de 2021 registraram cifras da ordem de US$934,57 milhões, o que significa um aumento de 10,69% na comparação com dezembro de 2020 e de retração de -1,65% na comparação com janeiro de 2020. A China se mantém como principal origem das importações do Amazonas registrando o valor de US$398,93 milhões, o que representa a participação 42,69% das importações totais do Amazonas.

O principal produto importado que aparece no levantamento da Balança Comercial do Amazonas como “outras partes destinadas aos aparelhos transmissores” com um total de US$ 133,81 milhões, o que equivale a 14,32% das importações, cujos 81,54% são originários da China. O item “processadores e controladores” foi o segundo produto mais importado, alcançando cifras de US$ 82,14 milhões com participação de 8,79%, sendo Taiwan com origem de 28,32% das compras desse produto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui