Amazônia em chamas! – por Marcelo Ramos

Marcelo Ramos é Deputado Federal pelo PL do Amazonas - Foto: Divulgação

O debate sobre as queimadas na Floresta Amazônica virou pauta mundial, com manifestações de varios presidentes europeus, de artistas e até do Papa Francisco.

Por aqui, o assunto foi contaminado pela irracionalidade ideológica dos últimos tempos, com as opiniões radicalizadas de bolsonaristas que tentam relativizar a gravidade dos fatos ou criar teorias da conspiração, de um lado, e os que aproveitam o ocorrido para encurralar o governo, de outro.

Tentarei nesse artigo estabelecer caminho de racionalidade para a avaliação das queimadas.
Apontamentos para um debate racional sobre a questão das queimadas na Amazônia:

1. O país tem que fazer um diagnóstico de onde são os focos de queimadas e como o período de forte calor tem propagado o fogo.
2. Em qualquer das duas hipóteses o governo tem que agir pra mitigar danos e combater as queimadas. Ainda que sejam fenômenos naturais, precisam ser combatidos.
3. O governo não pode usar esse debate sobre as queimadas pra estimular as queimadas criminosas relativizando a importância da preservação.
4. Não podemos ignorar os problemas pra imagem do país e pras nossas exportações que essa situação está gerando.
5. Se não quer mais usar recursos do Fundo Amazônia, o governo precisa apresentar um plano de governança e novas fontes de financiamento pras políticas de preservação.
6. Não dá pra fingir que não temos um problema de desmatamento criminoso, em especial, no sul do AM e em RO.

Marcelo Ramos é Deputado Federal pelo PL do Amazonas – Foto: Divulgação

Sob esses parâmetros podemos retomar a racionalidade do debate e oferecer respostas convincentes aos brasileiros e ao mundo.

A preservação da Amazônia é fundamental para a humanidade e, sob uma ótima pragmática, para as nossas exportações e, consequentemente, para a nossa balança comercial.
Concluo esse artigo com o alerta da lição do Cacique Seattle:

“A terra é nossa mãe.
O que acontece com a terra,
Acontece com os filhos da terra.”

Marcelo Ramos é Deputado Federal pelo PL do Amazonas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui