Amazonas Destaques Formal & Informal

Amazonino será expulso do PDT se continuar apoiando Jair Bolsonaro

Amazonino é visto pelo seu partido como "casca dura", teimoso e sem condições de permanecer no partido - foto: vídeo
Redação
Escrito por Redação

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi vem a Manaus na próxima semana e na sua pauta, consta a expulsão de Amazonino Mendes da legenda do partido, caso continue apoiando o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL). A informação é da direção local do PDT no Amazonas.

Amazonino chamou uma reunião logo após o resultado do primeiro turno e, junto com a sua vice Rebecca Garcia (PP), declarou voto a Bolsonaro. A gravação em vídeo foi parar na sede do PDT nacional, onde o candidato derrotado Ciro Gomes momentos antes tinha dito “Ele Não”, na entrevista depois do resultado das urnas em todo o Brasil.

O governador tampão, Amazonino Mendes, vem se ‘atrapalhando’ com a direção Estadual desde o lançamento de sua chapa para concorrer ao pleito 2018. O chefe de governo insiste em não seguir as orientações do partido em todos os níveis.

Amazonino é visto pelo seu partido como “casca dura”, teimoso e sem condições de permanecer no partido – foto: vídeo

Com a vinda de Carlos Lupi ao Estado, semana que vem, Amazonino pode está dando o ‘último suspiro’ nessa campanha eleitoral. Ele não sobreviverá à infidelidade e a falta de zelo com os candidatos apoiados pela legenda.

O voto em Bolsonaro, ainda de acordo com a executiva do PDT no Amazonas, é um ato de desespero de quem ‘sabe que vai perder as eleições’. O primeiro tiro no pé, aconteceu na Casa do Tarumã, dia 29 de setembro, quando chamou toda a sua equipe de incompetente e afirmou que o seu marqueteiro Marcos Martinelli era uma fraude. Depois a falta de compromisso com os prefeitos do interior, que cruzaram os braços por falta de recursos nas prefeituras municipais.

Confirmando apoio

No seu covil, Amazonino continua afirmando apoio a Bolsonaro e dizendo que está disposto enfrentar as sanções do seu partido. A integrantes do PDT aqui em Manaus, teria dito que podem expulsá-lo, que vai continuar na sua decisão de apoio a candidatos de outro partido, mesmo contra a orientação do presidente do PDT regional e nacional.

Casca dura

Para o partido, em todo o Brasil o único ‘casca dura e extremamente teimoso’ é o governador tampão Amazonino Mendes, que prefere passar pelo vexame de ser expulso, do que abrir mão da sua teimosia de apoio a candidato contrário a decisão nacional.

Assista fala de Amazonino no vídeo:

Comentários

comentários

Deixe seu comentário