Amigo de Flávio Bolsonaro pediu ao TSE a cassação de Jair Bolsonaro (Veja)

'Muy Amigo', que pediu a cabeça do pai - foto: reprodução/recorte/Veja

O advogado brasiliense Willer Tomaz entrou com a ação representando a coligação “Brasil Soberano”, integrada pelo PDT e Avante, que lançaram a fracassada candidatura de Ciro Gomes ao Palácio do Planalto em 2018.

Na época, o advogado pedia que, ainda que Jair Bolsonaro viesse a ser eleito (como acabou sendo), o TSE declarasse a sua inelegibilidade, além de cassar o registro do candidato. Na prática, se a ação tivesse sido exitosa, o amigo de Flávio Bolsonaro teria conseguido derrubar Jair e ejetar o chefe do Executivo do terceiro andar do Palácio do Planalto.

Amizade

“Amizade não tem partido”, escreveu o advogado brasiliense Willer Tomaz em sua conta pessoal no Twitter, em maio deste ano, quando publicou duas fotos ao lado de senadores de campos ideológicos opostos: uma com Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) e outra, com Weverton (PDT-MA).

Antes de postar uma foto, ao lado do “amigo” Flávio Bolsonaro, Willer esteve do lado oposto do clã que atualmente comanda a República: em 19 outubro de 2018, ou seja, entre o primeiro e o segundo turnos, ingressou com uma ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que pedia justamente a anulação do pleito que consagrou Jair Bolsonaro.

Willer é um advogado de ascensão meteórica na capital federal, com um rol de clientes que inclui o presidente da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), deputados, senadores e governadores.

VEJA matéria completa no link: https://veja.abril.com.br/politica/amigo-de-flavio-bolsonaro-pediu-ao-tse-a-cassacao-de-jair-bolsonaro/

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui