Analisando o cenário político itacoatiarense – por Joilson Souza

Joílson Souza Especialista em Educação e Pós graduando em Jornalismo

Este ano devido a pandemia do COVID 19 o povo tem colocado de lado o tema político nas redes sociais, mas os políticos os pré candidatos a prefeito de Itacoatiara estão a todo vapor. Com o fim do prazo de filiações e da janela partidária o cenário político em Itacoatiara ganha forma.

Mamoud vem no partido Avante 70 e como sempre no anonimato usa de estratégias já conhecida de seus adversários e aposta em lançar novas lideranças para a disputa na Câmara Municipal como aliado na casa do povo seu fiel escudeiro o vereador Gutemberg Brito, seus eternos gestores,chefes e secretário se encarregam de defendê-lo nas redes sociais como ainda a melhor opção administrativa para a cidade nas pesquisas aponta em 2° lugar.

Mário Abrahim depois de amargar na fila de espera pela bênção do desgastado governador Wilson Lima se ajunta ao grupo político que se dizem representantes do governo na cidade, e no último dia de filiação ingressa no PSC. A popularidade vem caindo mais ainda lidera a pesquisa de intensão de votos.

Cabo Maciel obtem o maior número de aliados políticos dentro da Câmara Municipal e lideranças, com um aparato de mídia vem conseguindo o terceiro lugar na intenção de votos, apesar de os adversários políticos afirmarem que ele não tem voto a equipe de Maciel cresce a cada dia que passa e lhe dar gás na corrida a prefeitura. Antigos críticos nas redes sociais passam a rasgar cedas e gritar Caveira.

Antônio Peixoto aparece em quarto lugar apesar da desastrosa administração se agarra nas imendas e força política do senador Eduardo Braga que na última semana despeja nas redes sociais milhões para a recuperação da malha viária, pontes e etc. Com a chave do cofre tem como aliado alguns vereadores principalmente os da mesa diretora da Câmara Municipal AI Neto, Ney Nobre e outros.

O problema maior é que o curto prazo pra essas realizações de melhoria somado ao caos da saúde global, mais escândalos de possível corrupção em licitações tem tirado do páreo.

Os demais candidatos como Donmarques, Castro Alves e Miron criam um cenário de expectativas de última hora.

Nesta crise onde o povo esta enjaulados em suas casas, os pré candidatos a prefeito não podem esquecer de apresentar soluções para a recuperação da economia local e não esquecendo os demais problemas sociais:
Empregabilidade
Saúde
Educação
Segurança.

Para ser gestor(a) municipal tem que ter alguns requisitos.

Formação na área administrativa ou experiência, conhecer as engrenagens de uma empresa complexa (município)
Apoio jurídico e política na esfera municipal (vereadores) estadual (apoio do governo, secretário e Dep. Estadual) Federal (deputado federal,senadores) São eles que abrem as portas para a entrada dos recursos públicos.
Não basta ter o rótulo do novo, tem que ter bagagem intelectual e apoio popular.

Vamos continuar analisando o cenário político itacoatiarense.

Joilson Souza – Pós graduando em Jornalismo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui