Colunas Garcia Neto

Ao povo de Novo Airão – por Garcia Neto

Professor Garcia Neto
Redação I
Escrito por Redação I

Se todos quisermos, poderemos fazer deste município uma grande cidade. E vamos fazê-la. Um município se faz com homens e mulheres livres. Ao enfrentar as situações impossíveis, as pessoas que amam sua cidade mostram com suas atitudes que podem mudá-lo. Não pergunte o que sua cidade pode fazer por você, pergunte-se o que você pode fazer por sua cidade. “Juro por Deus, juro por meus pais e juro por minha honra que não descansarei enquanto viver até que tenha libertado a minha cidade desse desgoverno que se apoderou de nossa cidade”. Aos homens honestos, aos cidadãos de Novo Airão, é que falo, para que analisem tal assunto com frieza. Não se pode argumentar com pessoas cegas pelo ódio.
Eles odeiam o poder do indivíduo. Eles odeiam o progresso das pessoas. Eles odeiam a liberdade de expressão, para eles, todos tem que se calar diante das improbidades e atrocidades que este governo vem praticando em nossa cidade. Eles odeiam a brisa libertadora da democracia onde todos tem os mesmos direitos, democracia esta, que não existe em Novo Airão. Senhoras e senhores, o ódio dessa (administração), é disseminado em forma de perseguição: “Aos servidores concursados da faixa salarial do mínimo ele paga o salário de 2016 como base ou seja R$ 880,00. Porém aos contratados do peito, paga o minimo nacional que é R$ 954,00. Com base nisso perguntamos onde está a igualdade na administração pública prevista na Constituição Federal, onde não se pode pagar salário diferente para funções iguais. Onde está o respeito pelos professores efetivos do município que recebem o piso salarial do ano de 2016. Onde está o respeito pelos servidores efetivos que exercem os cargos de técnicos e fiscais que não tiveram a reposição das perdas salariais referente ao período de 2016/2017 incorporados em seus salários? Porque essa distinção entre os servidores efetivos que são parte integrante deste município e os cargos temporários? Em sua maioria apaniguados políticos que não trabalham e vivem como parasitas do dinheiro do povo. Em Sessão da Câmara Municipal, quando questionado o porque de deixar os vigias da prefeitura trabalhando ao relento a noite já que deles foram tiradas as chaves dos setores onde trabalham, o prefeito respondeu dizendo “não podemos dar a chave do cofre aos vigias”, (ou será que ele quis dizer aos ladrões?). Direitos básicos adquiridos pelos servidores e amparados por leis municipal e pela própria Constituição foram retirados dos servidores apesar da luta do sindicato e desse vereador e dos próprios servidores, porém o prefeito nem sequer fala em atualizar os vencimentos dos servidores e devolver,o retroativo, essas atitudes por parte do executivo (prefeito), não serve para a decência da administração pública, que todos esperamos.”

Professor Garcia Neto.

O meu ideal político é a democracia, para que todo o homem, mulheres e crianças sejam respeitados como indivíduos e nenhum venerado”. Hoje é sempre o dia certo, de fazer as coisas certas, da maneira certa. Depois será tarde. Não há nada de errado com aqueles que não gostam de política, simplesmente serão governados por aqueles que gostam. “A PRIMEIRA IMPRESSÃO QUE SE TEM DE UM POLITICO E DE SUA INTELIGÊNCIA É DADA PELOS HOMENS QUE O CERCAM”. Não podemos perder oportunidades para promover uma melhoria concreta na vida das pessoas, a dignidade da pessoa humana desde a questão social da pobreza como dimensão dos direitos humanos, essa preocupação é tida como dimensão dos direitos humanos fundamentais a vida das pessoas.

Como vereador tenho denunciado as improbidades do prefeito nas Sessões da Câmara, e pedido aos meus pares que a Câmara como órgão fiscalizador tome uma atitude contra esses desmandos. Também já entrei com representação no Ministério Público Estadual e Federal bem como no Tribunal de Contas de Estado do Amazonas, pedindo a abertura de uma “AÇÃO CIVIL PUBLICA POR ATO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA”, contra o Prefeito por causa das inúmeras improbidades que ele vem cometendo, e também para que, obrigue ao Prefeito a prestar contas mensalmente a Câmara como determina a C.F. e para fazer ele cumprir as Leis, sob pena de responder civil e criminalmente pelos seus atos.

“QUEM NÃO LUTA PELOS SEUS DIREITOS NÃO É DIGNO DELES”.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário