Arthur Neto palestra no 1° Fórum de Cidades Amazônicas

Arthur Neto em palestra no 1° Fórum de Cidades Amazônicas - Foto - Alex Pazuello / Semcom

Defensor da Amazônia por onde passou em toda sua carreira política com mais de 40 anos, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, abriu nesta quarta-feira, 5/9, o 1º Fórum de Cidades Amazônicas chamando a atenção de todo país e do mundo para a importância da preservação e do investimento sustentável na região. “A Amazônia nunca será passado, ela é o futuro”, destacou o prefeito em palestra magna e que teve como tema “Desenvolvimento nas Cidades Amazônicas”.

O Fórum foi realizado no Dia da Amazônia e teve como cenário o histórico complexo Armazém XV do Porto de Manaus, no Pavilhão Princesa Isabel. E em meio à beleza arquitetônica do Centro Histórico de Manaus, o prefeito ressaltou que o evento deve ser apenas o começo de outros debates com o objetivo de discutir o futuro da Amazônia.

Arthur Neto em palestra no 1° Fórum de Cidades Amazônicas – Foto – Alex Pazuello / Semcom

“Não vamos deixar que esse seja um evento solto, vamos trazer ainda outras instituições e outros representantes para debater a Amazônia. Estamos abertos para conversar e aprender também sobre a Amazônia”, citou o prefeito, que estava acompanhado da primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro. Arthur Neto também propôs ao representante da ONU no Brasil que o dia 5 de setembro seja reconhecido como o Dia Internacional da Amazônia.

No momento em que a preservação de uma das mais importantes florestas do planeta é debate internacional, o prefeito de Manaus foi sucinto sobre qualquer tipo de exploração ilegal que possa ocorrer sobre a Amazônia e disse ser totalmente contra a prática de garimpo. “Ele é predatório e faz mal à natureza. Jamais vou permitir esse tipo de prática, ainda mais em terra indígena. Falo isso em respeito aos nossos antepassados”, defendeu Virgílio.

Arthur Neto em palestra no 1° Fórum de Cidades Amazônicas – Foto – Alex Pazuello / Semcom

Ainda durante sua palestra, o prefeito destacou que a Amazônia precisa ser vista como região estratégica para o país, que precisa ser explorada com coerência e de maneira sustentável e que o potencial da região precisa ter uma atenção maior, para que sejam desenvolvidas parcerias e investimentos que respeitem a floresta.

Reeleito com mandato até o final de 2020, Arthur Virgílio Neto disse que, após comandar a cidade que é considerada a capital da Amazônia por oito anos consecutivos, pretende continuar defendendo a Amazônia e seu desenvolvimento. “Meu plano é percorrer a parte do mundo que puder, falando de Amazônia, mostrando que essa região está pronta para o desenvolvimento econômico. Nunca a vi e não quero que ninguém veja a Amazônia como um museu. Defendo a exploração sustentável para o seu crescimento, mas jamais poderei vê-la como algo a ser destruído e tirado das nossas mãos”, concluiu o prefeito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui