Ban Ki-moon descarta envio de tropas da ONU à Ucrânia “neste momento”


Cidade do México, 15 abr (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, descartou nesta terça-feira o envio de tropas do organismo mundial à Ucrânia, por considerar que essa ação não seria prática “neste momento”, além de que requereria um mandato do Conselho de Segurança.
“Neste momento, não parece ser muito prático enviar tropas”, disse Ban em uma entrevista ao jornal mexicano “Reforma”, pouco antes do início da primeira reunião de alto nível da Aliança Global para a Cooperação Eficaz ao Desenvolvimento, na Cidade do México.
“A menos que tenhamos um claro mandato e autorização do Conselho de Segurança, eu não posso tomar nenhuma ação”, acrescentou.
Ban disse ainda que “a crise na Ucrânia tem implicações globais, além das implicações para a região”.
“É algo que tem a ver com os princípios fundamentais da Carta das Nações Unidas. A integridade territorial e soberania devem ser protegidas e não atacadas”, advertiu o secretário-geral.
Ban lembrou que na segunda-feira passada conversou por telefone com o presidente interino da Ucrânia, Aleksandr Turchinov, que lhe solicitou o envio de tropas às províncias do leste do país.
A Rússia, que anexou o território ucraniano da Crimeia em março, é um dos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU e, portanto, conta com poder de veto sobre qualquer resolução desse órgão sobre o envio de tropas de pacificação. EFE
msc/rsd

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui