Bebedouro com 181 celulares é apreendido em penitenciária de Mato Grosso

Os celulares seriam utilizados pelos detentos para comandar crimes/Foto: Divulgação

Agentes penitenciários apreenderam um bebedouro “recheado” com 181 celulares na porta da Penitenciária Central do Estado (PCE), na terça-feira (3).
Os telefones estavam nas paredes do bebedouro de metal, enrolados em espumas.

De acordo com os agentes, o aparelho foi adquirido pelos detentos e havia sido levado para o conserto.

Com o retorno à unidade prisional, os plantonistas desconfiaram e resolveram inspecionar.

O presidente dos Servidores Penitenciários do Estado de Mato Grosso (Sindspen), João Batista Pereira, disse que o bebedouro fica instalado em um dos raios da unidade, em lugar de grande circulação dos presos.

“Pela omissão do Estado, o bebedouro foi adquirido pelos detentos e é mantido por eles. Com isso, como teria apresentado defeito, foi encaminhado para receber manutenção, já com o objetivo de receber os aparelhos celulares”, afirmou Pereira.

Os celulares seriam utilizados pelos detentos para comandar crimes/Foto: Divulgação

Os celulares seriam utilizados pelos detentos para comandar crimes de dentro do presídio.

Conforme Pereira, a PCE tem hoje uma população carcerária de aproximadamente 2,2 mil presos, ocupando as 859 vagas existentes, com presos de alta periculosidade. Muitos são membros de facção criminosa, como PCC (Primeiro Comando da Capital) e Comando Vermelho.

“Mesmo com a fragilidade do sistema penitenciário de Mato Grosso, os agentes têm impedido a entrada de celulares e outros objetos proibidos em todas as unidades”, disse o sindicalista.

As equipes não realizaram a prisão de nenhum detento e todo material apreendido foi encaminhado para perícia e posterior destruição.

Veja o vídeo

Fonte: Midia News

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui