Benjamin Constant tem 45 dias para melhorar estrutura de Conselho Tutelar

Foto: Reprodução

Após a constatação de uma série de problemas durante inspeção, a Prefeitura de Benjamin Constant (a 1.575 quilômetros de Manaus) tem 45 dias para melhorar a estrutura de atendimento do Conselho Tutelar. A recomendação é do Ministério Público do Amazons (MPAM).

Deverá ser disponibilizada uma sede adequada de sede adequada ao funcionamento do Conselho Tutelar do município. A medida foi tomada pelo Promotor de Justiça Eric Machado em razão dos problemas apontados em relatório do Conselho Tutelar e identificados durante inspeção realizada pelo órgão ministerial.

Conforme a promotoria, as condições do prédio não estão adequadas ao serviço, o veículo disponibilizado para as diligências não funciona, pessoal de apoio é insuficiente, faltam equipamentos como armários, estantes, mesas e cadeiras, pastas de arquivos e material bibliográfico, material de consumo (papel, envelopes, pastas, cartucho ou fita para impressora, etc.), impressora, telefone fixo e fax.

Pela recomendação, a Prefeitura tem prazo de 45 dias para providenciar a estrutura necessária para o bom funcionamento do Conselho, constituída, no mínimo, por uma recepção, três salas reservadas, um banheiro, uma cozinha, escrivaninhas e cadeiras em número suficiente, inclusive para o público poder aguardar o atendimento de forma confortável.

O Município deve disponibilizar também, no mesmo prazo, uma linha telefônica para uso exclusivo do Conselho Tutelar, além de cinco celulares com crédito suficiente para o uso contínuo e exclusivo dos cinco conselheiros tutelares. Neste mesmo prazo, devem ser providenciadas, ainda, a aquisição e instalação de cinco microcomputadores e de uma impressora, com disponibilização de uma assistente social e uma psicóloga, que possam acompanhar os conselheiros, no exercício de suas atribuições.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui