Beruri adere ao Programa Cidade Empreendedora

Foto: Fernando Crispim

Atuar no desenvolvimento socioeconômico do município, buscando a melhoria da qualidade de vida da população, gerando emprego e renda, através de mais de 60 atividades, assim a Prefeitura de Beruri, em parceria com o Sebrae Amazonas, aderiu oficialmente ao Programa Cidade Empreendedora. A solenidade aconteceu na terça-feira (14), na Escola Municipal Antônio Marques Feitosa, localizada na rua Vicente Gomes, 49.


Contando com 20.718 habitantes (Censo 2022), Beruri possui 2,4 mil pequenos negócios, de acordo com dados do DataSebrae (março, 2023). Com o Cidade Empreendedora, a expectativa é que ocorra uma transformação no ambiente de negócios e desenvolvimento social e econômico no território.

O programa é executado em eixos estratégicos que preparam o município para transformações locais a fim de acelerar o desenvolvimento social e econômico, atuando em ações para aprimorar a gestão pública, capacitar a população gratuitamente, fortalecer os pequenos negócios e incentivar o surgimento de novos empreendimentos.

Através da cultura do empreendedorismo, seja na zona rural ou urbana, de negócios comerciais ou que fomentem a arte e cultura, o Cidade Empreendedora gera expectativa na vida dos empreendedores locais. Como é o caso do escultor Almir Pires de Almeida, 55 anos, que entalha madeira há mais de 25 anos. Vindo de uma família de artesãos, Almir retrata principalmente a flora e a fauna amazônica.

Para o empreendedor, a chegada do Cidade Empreendedora marca um momento importante para os empreendedores do município. “O Sebrae, na vida de um artesão e na vida de empreendedor, representa uma evolução, o Sebrae está sempre à frente de tudo, da inovação e do empreendedorismo”, conta o artesão.

A técnica de enfermagem, que iniciou a sua jornada empreendedora vendendo perfumes, Helen Ayres Duarte, 31 anos, agora é dona de dois pontos comerciais. Ela conta que o Sebrae foi fundamental para a abertura e gerenciamento de sua empresa, que já atua há 3 anos no ramo farmacêutico. Para Helen, o programa vai melhorar o fluxo de vendas e impactar na economia local e na vida de quem mora no município. “Para nós, a expectativa é que tudo vai melhorar, tanto para os clientes quanto para nós empreendedores. Então isso é um sonho realizado que nós vamos progredir e crescer cada vez mais”.

Com um escopo de trabalho que prevê mais de 60 atividades entre consultorias e capacitações, a Prefeita de Beruri, Maria Lucir Santos Oliveira, acredita que a parceria entre a Prefeitura e o Sebrae vai colocar o município em um novo patamar, apontando sempre para um futuro melhor. “É uma parceria muito boa que estamos fazendo também com o empreendedor, junto com o Sebrae, vamos trazer muito rendimentos e assim fazer com que a economia cresça e gire dentro do nosso município”, afirma a prefeita.

Para o analista técnico do Sebrae-AM, Robson Gadelha, o CIdade Empreendedora será um marco para o território, que levará mais oportunidade para os empreendedores e crescimento para o município. “Nós temos um setor primário aqui riquíssimo e os empreendedores do município estão muito interessados em buscar conhecimento. Então, a Prefeitura de Beruri está agora parceirizando com o Sebrae o Programa Cidade Empreendedora, buscando trazer esse desenvolvimento para o município”, explica o analista.

O plano de ação do programa em Beruri inclui cursos de corte, escova e colorimetria de cabelo, tranças e penteados, enfermagem em atendimento à pessoa idosa, a implantação do Serviço de Inspeção Municipal, manicure e pedicure, alongamento de unhas em gel, segurança alimentar, pintura em tecido, bordados, artesanato em EV, mecânica básica para moto e carro, confeitaria, redação oficial, oratória, fotografia, design gráfico, práticas administrativas em escritório, gestão e liderança, informática básica, curso de formação continuada para professores de classes multisseriadas do campo e indígenas, robótica educacional com oficinas para os alunos, entre outros.

Integrado com as especificidades de cada região, o Cidade Empreendedora no Amazonas, em 2023, atuou em 11 municípios, impactando diretamente 6 mil empreendedores, o programa tem atuado em pelo menos um município ao longo das calhas dos rios, como Alto Rio Negro, Juruá, Alto Solimões, Solimões e Médio Amazonas. Agora, em 2024, está programado para expandir sua atuação para mais de 10 localidades.

Artigo anteriorBorba realiza 2º Fórum Comunitário do Selo UNICEF
Próximo artigoAmazonas tem 639,1 mil beneficiados pelo Bolsa Família

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui