Bolsonaro pode voltar atrás nos cortes que atingem saúde, meio ambiente

Declaração foi feita durante ré-inauguração de um pequeno trecho da BR-101 na Bahia – foto: Brasil 61

O presidente Bolsonaro, disse nesta segunda-feira (26) que os cortes feitos pelo governo federal no Orçamento serão revistos, ele voltou atrás na decisão, com o argumento que de o País não pode parar.

O pronunciamento foi feito durante uma cerimônia de re-inauguração de um pequeno trecho de 22 quilômetros da BR-101, na Bahia. A Rodovia que corta o Brasil de Norte a Sul, com 4.542 Km.

Críticas

Se referindo àqueles que criticaram os cortes no Orçamento, Bolsonaro disse que “foi cortado sim, por uma questão técnica, mas com toda certeza, brevemente e pelas vias legais faremos a devida recomposição do nosso Orçamento, porque o Brasil não pode e não vai parar.”

Bolsonaro ainda criticou os governadores que estariam usando a Covid-19 para “subjugar” a população.

Pandemia no corte

Mas mesmo com a pandemia, nem o Ministério da Saúde foi poupado. A primeira preocupação do governo foi dizer que seguiu as leis de controle das contas públicas.

Depois de muitas discussões e de impasses, Bolsonaro sancionou o Orçamento deste ano, com cortes de quase R$ 30 bilhões a menos.

A primeira preocupação do governo foi dizer que seguiu as leis de controle das contas públicas. A equipe econômica tinha grande preocupação em respeitar o teto de gastos.

Bolsonaro também aprovou corte de 24% no orçamento do meio ambiente para 2021 em relação ao ano passado, segundo dados oficiais divulgados nesta sexta-feira, apenas um dia depois de ter prometido ao presidente dos Estados Unidos, Joe Biden de aumentar os gastos com combate ao desmatamento ilegal até 2030.

Com texto de Brasil 61

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui