Campanha de Combate ao Diabetes lançada com o tema ‘Educar para prevenir’

Campanha de Combate ao diabetes, em Manaus/Foto: Divulgação

Campanha de Combate ao diabetes, em Manaus/Foto: Divulgação
Campanha de Combate ao diabetes, em Manaus/Foto: Divulgação

Com o tema “Educar para prevenir”, foi lançada ontem (14), na Unidade Básica de Saúde (UBS) Balbina Mestrinho, na Cidade Nova,na zona Norte, de Manaus, a Campanha de Combate ao Diabetes, com mobilização em todas as unidades de saúde da rede municipal, até o dia 21 de novembro, visando reforçar, junto à população, a importância de uma alimentação saudável e da prática de atividade física para a prevenção ao diabetes, doença que não tem cura e atinge 400 milhões de pessoas no mundo, sendo 14 milhões no Brasil. A estimativa é de que 500 novos casos sejam diagnosticados por dia em todo o mundo.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão, informa que o município de Manaus registra, atualmente, 74.017 pessoas com diabetes e que são acompanhadas nas unidades de saúde. “É uma doença metabólica caracterizada pelo aumento anormal de glicose (açúcar) no sangue, e que, caso não seja controlada, acaba evoluindo para complicações severas como insuficiência renal, doenças do coração e amputações, podendo ocasionar a morte do paciente. É um tipo de doença crônica, ou seja, o paciente vai precisar conviver com o diabetes por toda a vida. Por isso, é tão importante prevenir a doença”, destaca Homero de Miranda Leão.

Durante a campanha, os profissionais da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) estarão reforçando as ações de educação em saúde, informando sobre a prevenção, os fatores de risco, os sintomas da doença, diagnóstico e tratamento.

De acordo com a chefe do Núcleo de Controle da Hipertensão e Diabetes Mellitus da Semsa, Yeda Lopes Abitbol, é possível prevenir o diabetes tipo 2, que pode ser adquirido ao longo da vida e é responsável por mais de 90% dos casos da doença. “Uma dieta balanceada, a manutenção de peso adequado, evitar fumar, praticar exercícios físicos pelo menos três vezes na semana, controlar a pressão arterial e evitar o consumo excessivo de álcool, são medidas simples que podem ajudar a prevenir esse tipo de diabetes”, alerta Yeda Abitbol.

A recomendação é para que todas as pessoas procurem uma unidade de saúde periodicamente para realizar os exames de rotina que possam diagnosticar a doença, principalmente quem apresenta os seguintes sintomas: urina abundante, principalmente à noite; sede excessiva e boca seca; aumento do apetite; perda ou ganho de peso recente; cansaço e falta de energia; formigamento, dores ou adormecimento em mãos e pés; visão embaçada; infecções urinárias frequentes; e feridas de difícil cicatrização.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui