Carros podem ter desconto de até 50% em leilão online

Com coronavírus, os certames pela internet são reforçados - Foto: Reprodução

Em meio à pandemia e à necessidade de isolamento social para evitar a propagação do novo coronavírus (Covid-19), os negócios têm se adaptado ao mercado online como alternativa. Esse também é o caso dos leilões de carros, que continuam a ser realizados pela internet e ganham força nesse momento.
Antes de tudo, para adotar os certames com transmissões via internet, as leiloeiras precisam investir em recursos mais avançados e garantir o estado real dos produtos vendidos para manter a credibilidade do evento, de acordo com especialistas. Assim, para assegurar os compradores, um atendimento remoto pode ser eficaz no momento de sanar as dúvidas sobre as condições dos produtos – da mesma forma que, em leilões presenciais, é possível encontrar de tudo um pouco, como veículos seminovos ou usados e carcaças, e todos os produtos disponibilizados devem ter origem comprovada, seguindo uma série de especificações jurídicas.
Para participar dessa modalidade, as pessoas podem se registrar como pessoas físicas e jurídicas, desde que sejam maiores de 18 anos. Antes de se cadastrar em algum leilão de veículos, é importante ler o edital, já que nele há informações importantes como a forma de pagamento, as regras do evento ou o processo completo para participar.
Neles, os preços costumam ser de 30% a 50% do que é oferecido por modelos novos, seminovos e usados em relação à tabela Fipe. Outra vantagem é a de pagar apenas o valor do carro e a documentação necessária, já que esse pagamento já inclui as multas e os impostos existentes, como o IPVA, conforme o artigo 328 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).
Apesar disso, é importante ficar atento ao estado em que se encontra o carro, para não sofrer com prejuízos. Como não há possibilidade de verificar as condições do veículo de perto, é possível questionar os organizadores quanto à integridade do produto.
Cuidados em leilões online
Comprar em leilões online pode representar uma alternativa também para quem não deseja esperar a retomada dos serviços de modo físico, além da comodidade de poder participar dos arremates no conforto de casa e ter uma variedade de produtos na tela do computador.
Entretanto, há várias precauções que podem ser tomadas para evitar cair em um golpe. Para Carolina Sodré Santoro, leiloeira da Sodré Santoro, é possível verificar e identificar alguns erros cometidos por organizações fraudulentas.
“Cada vez mais, vemos esses golpes acontecerem. Eles tiram proveito da inexperiência e falta de conhecimento das pessoas. Realmente, não é simples de identificar de primeira o que há de errado, porém, se o consumidor tiver um olhar mais criterioso, é possível ver falhas que essas organizações fraudulentas de leilões cometem. Eles fazem de tudo para a vítima ser lesada”, afirma ela.
Para não ser vítima de fraudes, é essencial escolher um site seguro, com endereços que devem sempre terminar com “.com.br” em caso de leilões. Além disso, também é necessário se atentar à linguagem e às imagens usadas. Uma busca dos dados da empresa na Junta Comercial do estado de origem da mesma também pode ser feita.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui