Casal é preso com mais de 50 kg de drogas no Porto da Manaus Moderna

Foto: Divulgação

O casal Jessé Alfredo Moraes Pimentel, 37, e Wagna de Souza Ferreira, 37, foram presos com 51 quilos de drogas, sendo 43 de maconha do tipo skunk e oito de cocaína, durante buscas em uma embarcação, no porto da Manaus Moderna, no bairro Centro, zona sul da capital.
A ação foi realizada pelo Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), em ação conjunta com a Delegacia Fluvial (Deflu), agentes da Receita Federal e Secretaria Executiva-Adjunta de Inteligência (Seai).

A delegada Tamara Albano, diretora-adjunta do Denarc, falou que as investigações duraram cerca de dez dias após as equipes terem sido informadas de que um casal iria embarcar no município de Jutaí, distante 195 quilômetros em linha reta de Manaus, em um barco vindo do município de Tabatinga, distante 195 quilômetros em linha reta da capital, e atracaria no porto de Manaus trazendo um carregamento de drogas

Fizemos a abordagem do barco antes que a embarcação atracasse, tivemos o auxílio de um cão farejador da Receita Federal durante as buscas. O material entorpecente foi encontrado dentro das bagagens do casal. Na ocasião, apreendemos 43 quilos de maconha do tipo skunk e oito quilos de cocaína que seriam distribuídas na capital. Agora estamos averiguando o fornecedor dessas drogas. A mercadoria ilícita está avaliada em cerca de R$ 200 mil”, explicou Albano.

Jessé e Wagna foram autuados em flagrante por tráfico de drogas – Foto: Divulgação

De acordo com a autoridade policial, nenhum dos dois infratores tem passagem pela polícia. Ainda segundo a delegada Tamara Albano, o apoio dos policiais lotados na Deflu, servidores da Seai e agentes da Receita Federal, incluindo o cão farejador, foi crucial para as prisões dos infratores e apreensão do material ilícito.

Jessé e Wagna foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas. Ao término dos procedimentos cabíveis na base do Denarc, os dois serão levados para audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, zona sul da capital.

Texto: Redação Correio da Amazônia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui