Catador é humilhado por improvisar banca de lanches com chapa achada no lixo

Odorico Luiz Rocha (23), acabou ganhando uma banca nova - foto: reprodução

Odorico Luiz Rocha, 23, acabou ganhando quase R$ 3 mil por meio de uma vaquinha virtual, podendo reformular totalmente sua banca.

Na última quarta-feira (22), o mecânico que decidiu virar catador Odorico Luiz Rocha, 23, encontrou no lixo de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, uma chapa de lanches. Diante do objeto, “Dorico”, como é conhecido, quis passar a empreender com uma banca de lanches, segundo o G1.

Após testes em casa, ele percebeu que a chapa funcionava. Incentivado pela esposa, Hellen, com quem teve três filhos e espera o quarto, Dorico fez a limpeza do equipamento e improvisou uma barraca de lanches na porta de sua casa com tijolos e um armário velho.

A reação das redes sociais a seu negócio, porém, foi negativa. “Só pode estar de sacanagem! Coé, Dorico!”, “você nunca vai vender nada!”, “vai ser hambúrguer com ratazana!”, diziam os comentários.

Dono de uma pizzaria vizinha que viu a barraca e leu os ataques., Carlos Alberto Soares decidiu ajudar o rapaz. “Ninguém merece passar por uma humilhação dessa”.

Com a ajuda do amigo Gabriel Borges, Carlos abriu uma vaquinha na internet, que arrecadou em poucas horas quase R$ 3 mil para Dorico.

Com a verba, já na sexta-feira (24) o jovem reinaugurava sua banca,  agora feita com lona, uma chapa profissional, equipamentos e aventais.

A barraca do Dorico funciona na Avenida Abílio Augusto Távora 4.767, Valverde, Nova Iguaçu.

Assine o 247apoie por Pixinscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui