Cheia do Rio Negro já é a quinta maior dos últimos cem anos e preocupa Manaus

O avanço das águas no centro de Manaus levou prefeitura a interditar parte da av. Eduardo Ribeiro - foto: FSP

Com a marca de 29 metros e 64 centímetros a cheia do rio Negro deste ano já pode ser considerada a quinta maior dos últimos cem anos. Em 2012 o nível das águas chegou a 29 metros e 97 centímetros.

De acordo com o Serviço Geológico do Brasil (SGB-CPRM), há 56% de chances de a marca de 2012 ser ultrapassada ainda este ano, uma vez que as águas costumam subir até o mês de junho na região amazônica.

As águas começam a invadir as ruas do Centro – foto: recorte

A pesquisadora em geociências responsável pelo Sistema de Alerta Hidrológico (SAH) da Bacia do Amazonas, Luna Gripp, informou que o grande volume de chuvas observado no princípio do ano fez com que o nível dos rios amazônicos subisse rapidamente, padrão este que está atuante até agora.

A população de Manaus já está preocupada. Conforme dados da Defesa Civil, 4 mil pessoas já foram atingidas pela cheia e 200 desalojadas.

Além disso, mais de 15 bairros já foram afetados. No centro da capital amazonense, por exemplo, o rio já invadiu a Manaus Moderna e algumas ruas próximas precisaram ser interditadas pela Prefeitura de Manaus.

Foto: Reprodução

A feira já virou flutuante com os feirantes trabalhando em balsas. O acesso às bancas será feito por meio de pontes de madeira que já foram construídas nas vias do entorno da feira.

“Mesmo que o padrão de chuvas observados se mantenha dentro do esperado para o período daqui para frente, o fato dos níveis dos rios já estarem expressivamente altos, contribui para as altas probabilidades apresentadas, de observamos cheias de grandes magnitudes nesses rios em 2021”, disse Luna Gripp.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui