Chico Preto pede a Polícia para investigar a planilha e o preço da passagem de ônibus

Serviços deficitários, planilhas ocultas pelo SMTU e prefeitura.

O vereador Marco Antonio Chico Preto (PMN) ingressou nesta segunda-feira (24) com um notícia-crime junto a Delegacia-Geral para investigar irregularidades no transporte coletivo de Manaus, principalmente em relação ao aumento da passagem de ônibus e planilha de custos das empresas de transportes da cidade.

Chico Preto fundamenta a notícia-crime argumentando o fato das 10 empresas do sistema, com a anuência da Prefeitura por meio da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), ignorarem o princípio da publicidade ao omitirem para ele (Chico Preto) e para a população os dados da tal planilha.

Serviços deficitários, planilhas ocultas pelo SMTU e prefeitura. Foto: divulgação

O vereador cita ainda o fato dessas mesmas empresas, novamente com apoio da Prefeitura e da SMTU incluírem na planilha informações falsas com o intuito de conseguirem fazer com que a Prefeitura aumente o preço da passagem.

Chico Preto argumenta ainda que o fato do aumento trazerem prejuízo muito grande a população e o poder público, no caso a Prefeitura, ao invés de investigar e apurar tais irregularidades, fez exatamente o contrário, autorizando o aumento da tarifa e beneficiando os empresários do transporte coletivo.

“O transporte coletivo em nossa cidade virou caso de polícia. Depois de tentar, sem êxito, resolver pelos meios políticos, junto à Câmara, as inconsistências da Planilha de custos, decidi acionar a polícia”, afirma o vereador que espera que agora, acionando a autoridade policial espera que a “caixa preta” do transporte coletivo de Manaus seja finalmente aberta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui