China aprova primeira vacina em spray nasal contra a Covid-19

Foto: Reprodução/Getty Images

A Administração Nacional de Produtos Médicos, órgão regulador chinês, aprovou nesta segunda-feira, 5, a vacina recombinante da farmacêutica CanSino Biologics para Covid-19 na forma inalável. O objetivo é de que o imunizante seja usado como dose de reforço. Administrado por meio de spray aerossol, o imunizante pode “efetivamente induzir proteção imunológica abrangente em resposta ao ao SARS-CoV-2 após apenas uma respiração”, de acordo com a CanSino.

A empresa conta que a Convidecia Air (nome comercial) utiliza a mesma plataforma tecnológica usada na versão intramuscular, oferecendo uma opção “não invasiva” e que usa um nebulizador para transformar o líquido em aerossol para inalação pela boca.

Estudos publicados na revista científica britânica The Lancet indicaram que a vacina nasal de fato pode induzir forte imunidade humoral, celular e mucosa, suficiente para conter a infecção e replicação do coronavírus e suas variantes.

Os testes foram realizados em chineses, com mais de 18 anos de idade, que haviam recebido anteriormente duas doses de CoronaVac. Os resultados positivos renderam a aprovação do pedido de teste clínico para a Convidencia Air em março de 2021.

Convidecia no Brasil

Em março desse ano, a Biomm solicitou o registro definitivo da Convidecia na sua forma injetável para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Após a aprovação do órgão regulador, a companhia prevê importar, inicialmente, a vacina Convidecia e, posteriormente, produzi-la na planta biofarmacêutica em Nova Lima, em Minas Gerais. Ainda não há planos para o registro da versão inalável por aqui.

Veja Abril

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui