Colegiado afasta advogado e diretores do Sindicato de Cargas-AM

Amadeu Maués vem perdendo espaço e credibilidade no meio sindical.

Amadeu Maués vem perdendo espaço e credibilidade no meio sindical.
Amadeu Maués vem perdendo espaço e credibilidade no meio sindical.

O Colegiado do Sindicato dos Transportes de Cargas do Amazonas – Sindicargas tomou a decisão de afastar, por unanimidade, o advogado Amadeu Maués e a Diretoria Executiva de suas funções por improbidade administrativa e desvio de verbas do Sindicato.
Amadeu tinha mais poderes que o presidente e toda a sua diretoria. Era ele quem administrava e tinha a chave do cofre da instituição sindical. O presidente Carlos Gonzaga sempre esteve na condição de “empregado de luxo” do Sindicargas. Servindo apenas para cumprir ordem do advogado e assinar papéis que chegavam prontos à sua frente.
Diante dos desmandos, da falta de prestação de contas, do abandono pelo qual passam os trabalhadores dos transportes de cargas e o “sumiço” do dinheiro da instituição, fez o Colegiado, criado no tempo do sindicalista Edmilson Amorim, em 2010, reunir-se sob a convocatória do Secretário Geral e decidir afastar o advogado Amadeu Maués e toda a Diretoria Executiva do Cargas.
Pesa contra eles, a improbidade administrativa e a acusação de ter usado todo o dinheiro da instituição em benefício próprio.
O advogado Amadeu Maués começou a perder força, quando foi demitido pelo presidente do Sindicato dos Transportes Especial, William Enock no início do ano. De lá para cá, Amadeu vem tentando encontrar uma forma de afastar a diretoria do SindEspecial, sem sucesso.
O passo seguinte, será a formação de uma Junta Governativa para administrar o Sindicato do Cargas até a chamada de uma nova eleição. O processo já tramita na 1ª Vara do Trabalho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui