Comitê manifesta solidariedade aos familiares de vítmas de queda de ponte no AM

Queda de ponte na BR-319, no AM — Foto: William Duarte / Rede Amazônica

Mais uma tragédia aconteceu no Amazonas. Mais vidas foram perdidas, famílias enlutadas e pessoas estão desaparecidas. Sem dúvida, vítimas do precário e ineficiente serviço público prestado à sociedade.

O desabamento da ponte, no km 25 da BR 319, no interior do Amazonas, não pode ser tratado como natural, imprevisível e, muito menos como acidente.

O Comitê Amazonas de Combate à Corrupção – CACC solidariza-se com as famílias enlutadas que perderam os seus entes queridos (as) nesta tragédia anunciada. A ponte que desabou se constitui em uma obra entregue à população amazonense na década de 70, e que não recebeu a devida atenção dos órgãos governamentais competentes como manutenção e cuidados estruturais necessários. Há informação que autoridades tinham conhecimento das péssimas condições estruturais e nada fizeram para evitar o pior. Não é possível que essa tragédia seja esquecida e fique sem punição.

O Comitê exige que os responsáveis por políticas públicas e as autoridades encarregadas de realizar a manutenção e fiscalização, sejam rápidos e precisos com as respostas à sociedade impactada. E, que estas respostas não sejam apenas notas de condolências, mas que se expressem por meio de ações que promovam diligências e investigações destinadas a apurar, de forma precisa, as causas da tragédia e, com isso, punir os reais responsáveis.

Manaus, Am, 29 de setembro de 2022.

CACC

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui