Comitê Olímpico divulga lista de objetos proibidos em locais de competições

Arena da Amazônia recebe jogos de futebol/Foto: Divulgação
Arena da Amazônia recebe jogos de futebol/Foto: Divulgação
                      Arena da Amazônia recebe jogos de futebol/Foto: Divulgação

Quem vai assistir a alguma competição dos Jogos Olímpicos deve estar atento à lista de objetos proibidos ou restritos nas arenas e outros locais esportivos.
Tesouras, canivetes, facas, lâminas de barbear, punhais, agulhas, armas de fogo (mesmo de brinquedo ou réplicas), produtos químicos e inflamáveis e objetos de vidro estão entre os itens que não passarão pelos controles de entrada. Também estão proibidos fogos de artifício, sinalizadores e bombas de fumaça.

A lista de proibições inclui ainda objetos menos óbvios, como capacetes, martelos, flechas, remos e tacos. O Comitê Organizador dos Jogos também proibiu o famoso pau de selfie, usado para tirar fotos com o telefone celular. Além disso, será vetada a entrada nos locais de competição com qualquer bebida, alcoólica ou não.

Os únicos animais que poderão ser levados aos eventos são os cães-guia de deficientes visuais.

Nas partidas de futebol disputadas em Belo Horizonte, São Paulo, Brasília, Salvador e Manaus, os torcedores só poderão levar aos estádios bolsas ou mochilas transparentes, para que o conteúdo possa ser identificado.

Os atletas olímpicos que forem assistir às competições serão submetidos às mesmas regras que os espectadores comuns.

Produtos de higiene e cuidados pessoais, como protetor solar e repelentes serão permitidos, com limite de cinco itens e desde que nas embalagens originais. Em relação à comida, serão permitidos apenas alimentos na embalagem original e lacrados. Recipientes de vidro estão proibidos. Caso o torcedor queira levar guarda-chuva, deve ser pequeno, dobrável e sem partes pontiagudas.

Protestos

Em relação às manifestações políticas, o Comitê Rio 2016 proibiu a entrada de quaisquer objetos para fins de protesto. Faixas, cartazes e cordas estão proibidos. A proibição trata de itens “de cunho político, religioso ou outros temas que possam ser utilizados para causar ofensa ou incitar discórdia”.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui