Comitê solicita ao TRE gratuidade no transporte coletivo no Amazonas

Foto: Reprodução

O Comitê do Amazonas de Combate à Corrupção e ao Caixa Dois Eleitoral enviou nesta segunda-feira, 17/08, ofício ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas – TRE/AM, desembargador Aristóteles Lima Thury, para que o órgão promova diálogo com chefe do Executivo Municipal com o objetivo de disponibilizar o transporte coletivo gratuito aos eleitores de Manaus nos dias previstos de realização das eleições municipais 2020.

O Comitê solicita da Prefeitura de Manaus e da Justiça Eleitoral a gratuidade no transporte coletivo nas eleições, com inúmeras razões, dentre as quais, destacam-se: o voto obrigatório; o combate ao crime eleitoral praticado por candidato ou partido político que transporta eleitores nos dias de votação; o crescimento do número de desempregados causado pela pandemia do coronavírus; o fim do auxílio emergencial do Governo Federal, o qual não será pago em novembro; o subsídio financeiro destinado às empresas do transporte coletivo pago pela Prefeitura de Manaus para manutenção de despesas e da atual tarifa de ônibus que somou 61,8 milhões de reais entre os meses de julho de 2019 a janeiro de 2020; a valorização do sistema democrático, que preza por eleições periódicas, o voto direto, secreto e universal, com alternância de Poder.

Ao final, o Comitê pede sensibilidade no caso das cidades do interior do Estado do Amazonas para que o TRE/AM avalie a efetivação da Lei n° 6.091/ de 1974, conforme o artigo 1º, o qual define que os veículos e embarcações, devidamente abastecidos e tripulados, pertencentes à União, Estados, Territórios e Municípios e suas respectivas autarquias e sociedades de economia mista, excluídos os de uso militar, ficarão à disposição da Justiça Eleitoral para o transporte gratuito de eleitores em zonas rurais, nos dias de eleição.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui