Contra decisão do STF deputado bolsonarista ameaça não usar tornozeleira

Daniel Silveira volta a desafiar STF, chama Moraes de "medíocre" e diz que não vai colocar tornozeleira - foto: recorte/arquivo

Após manifestação, ministro do STF determinou que a PF vá até à Câmara Federal colocar o aparelho no deputado bolsonarista.

Após decisão, nesta terça-feira, 29, do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou a instalação imediata da tornozeleira eletrônica no deputado federal Daniel Silveira (PSL), o deputado bolsonarista voltou a desafiar a Corte.

Em uma entrevista à Jovem Pan concedida no Salão Verde da Câmara dos Deputados, Silveira afirmou que iria “morar” nas dependências do Congresso para descumprir a decisão de Moraes. “Não vão colocar. Aqui dentro eu tenho imunidade”, disse à emissora.

Deputado Daniel Silveira e o ministro Alexandre de Moraes – foto: Agência Cãmara /Agência Brasil

No plenário da Casa, o deputado afirmou que só vai sair de dentro da Câmara quando for pautada a proposta para sustar a ação penal n° 1.044 proposta contra ele e chamou Moraes de “sujeito medíocre”. “No dia 25, na calada da noite, mais uma vez o ministro Alexandre de Moraes, um sujeito medíocre, que desonra o STF, adotou medidas protetivas contra este parlamentar. Acontece que monocraticamente e por força própria do Judiciário isso não cabe”, declarou Silveira.

Em resposta ao pronunciamento, o ministro Alexandre de Moraes determinou à Polícia Federal que vá imediatamente à Câmara para instalar a tornozeleira eletrônica em Daniel Silveira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui