Coreia do Norte terá força nuclear mais poderosa do mundo, diz Kim Jong Un

Foto: Reprodução

O ditador Kim Jong Un disse que a Coreia do Norte quer se tornar a força nuclear mais poderosa do mundo ao comemorar o lançamento de seu mais novo míssil balístico intercontinental (ICBM), informou a mídia estatal neste domingo. Kim também promoveu mais de 100 funcionários e cientistas por seu trabalho no Hwasong 17, que os analistas chamam de “míssil monstro” e que acredita-se que possa atingir o território continental dos Estados Unidos, poucos dias depois de seu lançamento em um teste.

Kim saudou o novo ICBM como “a arma estratégica mais poderosa do mundo” e disse que os cientistas norte-coreanos deram “um salto maravilhoso no desenvolvimento tecnológico da montagem de ogivas nucleares em mísseis balísticos”, informou a agência de notícias oficial KCNA.

Construir a força nuclear para proteger a dignidade e a soberania do Estado e do povo “é a maior e mais importante causa revolucionária, e seu objetivo é ter a força estratégica mais poderosa, a força absoluta sem precedentes no século”, disse Kim na cerimônia.

Os oficiais e cientistas promovidos demonstraram ao mundo o “objetivo de construir o exército mais forte do mundo”, acrescentou. O veículo de lançamento Hwasong 17 foi proclamado “Herói da RPDC (Coreia do Norte)”, disse a KCNA em um relatório separado. “Demonstrou claramente ao mundo que a RPDC é uma potência nuclear de pleno direito”, segundo a agência.

Hong Min, do Instituto Coreano de Unificação Nacional, comentou que a celebração do lançamento do Hwasong 17 visa elevar a imagem de seu país como uma potência nuclear. “Se o Hwasong 15 de 2017 se concentrou em se tornar o país que pode ameaçar a pátria dos EUA com armas nucleares, o novo míssil pretende torná-lo o Estado mais poderoso com mísseis balísticos”, disse ele.

Desde 2006, o Conselho de Segurança da ONU aprovou várias resoluções impondo sanções contra Pyongyang por sua atividade nuclear e de mísseis. Durante uma sessão de fotos no sábado com autoridades e cientistas envolvidos no lançamento do míssil, Kim pediu “reforço ilimitado da força defensiva”, disse a KCNA.

Kim incentivou cientistas e trabalhadores a “expandir e fortalecer o elemento nuclear de dissuasão a uma velocidade excepcionalmente rápida”. O jornal oficial Rodong Sinmun publicou várias fotos de Kim com sua “amada filha”, que apareceu pela primeira vez em fotos públicas durante o lançamento do ICBM na semana passada.

Até então, a imprensa estatal nunca havia mencionado os filhos de Kim. Na verdade, a publicação da semana foi a primeira confirmação oficial de que ele tem uma filha, segundo especialistas. As imagens mostram uma garota que se acredita ser a segunda filha de Kim, Ju Ae, vestida com um casaco de pele preto no braço de seu pai enquanto passa pelo míssil gigante.

Correio do Povo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui