Coronavírus: Manauaras estão sem olfato e paladar

Foto: Reprodução

Em tempos de pandemia de coronavírus, é importante ficar atento a qualquer sensação diferente manifestada pelo organismo. Os principais sintomas de quem está com covid-19 são tosse seca, febre e falta de ar.

Porém, recentemente foram descobertos outros indicativos de que um paciente está contaminado. A perda de olfato e de paladar estão entre eles. Esses sintomas já podem ser considerados como suficientes para se manter em isolamento.

Foto: Reprodução/Faceboock

O motorista Gabriel Enock, 25, por exemplo, deixou de sentir cheiros e sabores há uma semana. Ele também se queixa de mal-estar e dores no corpo.

“Muitas pessoas em Manaus estão assim. Ainda não procurei uma unidade de saúde pelo risco ainda maior de contaminação desse vírus”, afirmou. “Já estou me cuidando e começando a melhorar aos poucos”, completou.

A universitária Gabriela Torres, 32, também está sem olfato e paladar. “Estava preparando o arroz e fiquei sentada à mesa da cozinha. Ele queimou e não senti o cheiro, experimentei e não senti o gosto de queimado, sendo que estava bem tostadinho”, contou.

Além da perda de sensação de cheiro e sabor, Gabriela também sente muita dor na garganta há quase dez dias. Como ela está com sintomas brandos, também optou por não procurar uma unidade hospitalar.

Sintomas brandos

Para a médica infectologista do Hospital Hapvida, Silvia Fonseca, a perda de sensação de cheiro e sabor são sintomas de covid-19 e, ao apresentá-los, é importante se cuidar e manter isolamento. “Embora sejam sintomas mais discretos, é fundamental tomar todos os cuidados. Essas sensações devem durar de seis a dez dias, ou seja, o paladar e o olfato serão normalizados em breve”, enfatizou.

Por ser uma doença nova, disse a especialista, é possível que novos sintomas surjam com o tempo. “A perda de olfato e paladar são realmente raros, uma vez que o coronavírus ataca o sistema respiratório, atingindo garganta, nariz e pulmões – nos casos mais graves. Por isso, é preciso conscientizar de que é uma infecção séria. Por isso, o isolamento é necessário para diminuir a transmissão e salvar vidas”, explicou.

A infectologista ressaltou, ainda, a importância de ficar em casa nesses tempos de pandemia. Porém, se for realmente preciso sair, que as pessoas mantenham o distanciamento, utilizem máscaras e façam a higienização de maneira correta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui