CPI da Lava Jato será instalada, oposição conseguiu 175 assinatura

Fim de Sérgio Moro pode vir com a CPI da Lava Jato - Foto: Infor

Sem o esperado apoio do governo Jair Bolsonaro, o ministro Sérgio Moro viu a oposição conseguir 175 assinaturas, quatro a mais que o necessário para protocolar o requerimento de criação da CPI da Lava Jato, que vai investigar a força-tarefa de Curitiba e todos os procuradores envolvidos, na operação ‘Vaza Jato’.

A perda de apoio é tamanha, que até o ex-governista, Alexandre Frota (SP) foi a favor da instalação da CPI contra Sérgio Moro. O vice-líder do governo, Claudio Cajado (PP-BA), também.

O PT foi o partido que mais teve assinaturas (53), seguido pelo PP (22).
Demais siglas que apoiaram a criação da CPI: PDT (21), PSB (18), PL (11), PSOL (10), PCdoB (8), PSD (7), SD (6), MDB (4), PSDB (4) e DEM (3).

Moro é, neste momento, um sujeito desmoralizado, trôpego e sem energia que caminha pela Esplanada dos Ministérios olhando para o relógio.

Sabe que a hora da demissão chegará. Se será enquanto o seu algoz, o presidente Bolsonaro, está no hospital ou após sair, é a única dúvida que lhe resta.

Buscará abrigo nos braços de Dória Júnior que o quer como vice em uma chapa encabeçada por ele nas próximas eleições presidenciais.

O que será de Moro até lá? A CPI da Lava jato pode antecipar o fim do pseudo-Justiceiro de Curitiba.

Com texto de O Popular

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui