CPI dos Combustíveis aponta que alinhamento de preços ocorre pelas distribuidoras


Comissão Parlamentar de Inquérito dos Combustíveis da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) que investiga o alinhamento de preços em postos de combustíveis em todo estado, foi até o município de Manacapuru nesta segunda-feira (24), para dar continuidade às investigações da CPI.

Segundo a Presidente da CPI, deputada Joana Darc (PL), a comissão recebeu diversas denúncias sobre alinhamento de preços nos postos de combustíveis do município.

Foto: Divulgação

Durante a fiscalização foram solicitados dos gerentes e proprietários dos postos documentações para que houvesse comparação nos preços de compra e margem de lucro para venda do combustível. De acordo com Joana Darc, as informações são importantes para direcionar mais precisamente as investigações. “Através das notas fiscais que nos foram apresentadas, pudemos analisar onde está faltando a transparência. O que temos identificado até o momento é que a redução no preço dos combustíveis não está sendo repassada pelas distribuidoras aos postos, o que nos leva a crer que o possível alinhamento de preço pode estar acontecendo entre as distribuidoras de combustíveis do estado”,explicou a deputada.

Foto: Divulgação

A operação contou com o apoio do Órgão de Proteção ao Consumidor do Amazonas (Procon/Am) e Instituto de Pesos e Medidas (IPEM/Inmetro) onde foram identificadas irregularidades em dois postos do município.

De acordo com Pedro Malta, Coordenador de fiscalização do órgão, o mais comum foi a falta do código de defesa do consumidor nos postos.

De acordo com a presidente da CPI, na próxima semana mais postos do Interior serão fiscalizados. “Vamos continuar trabalhando no interior e também na capital para que possamos subsidiar com todas as informações possíveis o relatório final da CPI, de forma que seja assertivo e traga resultados efetivos à população amazonense”, informou Joana Darc.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui