Crise política faz PSDB apontar João Doria candidato a presidente em 2018

Com discurso de gestor, não de político, popularidade do prefeito de São Paulo João Doria é alta e começa a ser vista como solução por líderes tucanos.

Atendendo ao chamado de um grupo de eleitores por renovação e diante da crise política em que o país se encontra, os líderes do PSDB já consideram a possibilidade de lançar o prefeito de São Paulo João Doria como candidato à presidência da República em 2018.

A crise sobre a política tradicional é tão intensa, que, segundo a Folha de S. Paulo, a cúpula do partido agora admite que o assunto já passa de um boato. Eles acreditam também que a aproximação do pleito só fará esta ideia crescer, inclusive, dentro da própria militância.

Com discurso de gestor, não de político, popularidade do prefeito de São Paulo João Doria é alta e começa a ser vista como solução para o partido tucano.

Estas constatações se confirmam por Doria ter vencido as eleições ainda no primeiro turno com um marketing eficiente e com o discurso de não ser político, mas, sim, gestor.

Considerando somente as candidaturas de nomes tradicionais, tucanos já comentam reservadamente que os nomes indicados provavelmente seriam: Aécio Neves (MG), José Serra (SP) e Geraldo Alckmin (SP). Mas, como não desconsideram mais a possibilidade de lançar nomes que eles chamam de “outsiders”, cresce a sensação de que Doria pode ser uma opção viável.

Um dos principais motivos do desgaste dos nomes de peso do partido é o fato de todos eles terem sido citados em delações da Lava Jato. Mas negam qualquer irregularidade.

Hoje, há uma divisão na sigla que também pode ser a favor de Doria. Aécio e Alckmin travam uma batalha pela liderança do partido. Alguns tucanos aliados de Aécio consideram, como revelou a reportagem, apoio a Doria para derrubar Alckmin.

Por outro lado, para tornar-se candidato, o tucano ainda teria que fazer entrega consistentes de resultado, que serviriam de vitrine para a vaga no Planalto. Outro ponto contra seria o fato de Doria ter se elegido com o discurso de que apoiaria o governador Geraldo Alckmin à Presidência em 2018.

O prefeito de São Paulo mantém o discurso de que seu candidato para 2018 é Alckmin. No entanto, a sua equipe de comunicação já monitora menções de uma eventual candidatura por parte dos eleitores na internet. Eles explicam que o trabalho está sendo feito porque estas menções fazem de Doria um alvo da imprensa e da oposição.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui