Cuidado com saúde bucal das crianças deve ser redobrado

Nas férias, a tendência é que o consumo de doces entre os pequenos aumente/Foto: Divulgação

Com o verão e as férias escolares, o consumo de doces e guloseimas aumenta entre as crianças. Neste período, o cuidado com a saúde bucal delas não deve ser deixado de lado — pelo contrário, deve-se redobrar a atenção, já que elas podem esquecer de escovar devido a empolgação das brincadeiras.

De acordo com a dentista Catarina Riva, em entrevista à Folha Vitória, não há mal nenhum em consumir sorvetes e doces, mas não é interessante deixar a criança exagerar, já que é prejudicial tanto à gengiva quanto aos dentes. “Existem diversas bactérias na boca que, ao se misturarem com açúcares e restos de alimentos, formam a placa bacteriana. Quando essa placa não é removida pela escovação e pelo fio dental, ela acaba produzindo ácidos que irão corroer as primeiras camadas do dente, o que, repetido muitas vezes, irá ocasionar cáries”, revela Catarina.

Ela também ressalta o perigo dos doces que grudam facilmente nos dentes, como balas e chicletes. “A quantidade de açúcar não é necessariamente o vilão, mas, sim, os alimentos que ficam presos entre os dentes e o tempo de intervalo entre uma escovação e outra, porque quanto mais se demora para retirar esses alimentos da boca, mais propenso de ter problemas dentários. Por isso, é necessário sempre lembrar às crianças da escovação. Se possível, acompanhá-las durante esse momento”, ressalta.

Segundo o Ministério da Saúde, a incidência de cáries na população brasileira caiu de 69% em 2003 para 56% em 2010. Parte desse resultado se deve à Política Nacional de Saúde Bucal, chamada Brasil Sorridente e lançada em 2012. Ainda assim, é a doença bucal que apresenta a maior incidência no país. Placa bacteriana, gengivite e tártaro são outros problemas comuns.

Realizar a escovação e usar fio dental é uma recomendação unânime entre os dentistas e estudantes da faculdade de odontologia. A rotina com a saúde bucal deve permanecer nas férias, com três escovações por dia, ou seja, escovar os dentes ao acordar, após o almoço e antes de dormir pode garantir a saúde bucal.

Se alguma anormalidade for percebida nos dentes da criança, é importante consultar um médico. “Se os microrganismos atingirem a corrente sanguínea, é um perigo”, alerta a dentista Amélia Mamede, diretora da Associação Brasileira de Odontologia (ABO). É importante lembrar que as visitas ao dentista devem ser periódicas e realizadas a cada seis meses, para assegurar o bem-estar dos dentes.

Outra coisa para ficar atento nessa época é com os possíveis traumas bucais. Correr, pular e andar de bicicleta podem causar machucados às vezes. Estar atento à criança pode evitá-los, mas, em caso de queda, o ideal é limpar o local com soro fisiológico e, em caso de quebra ou queda dos dentes, o recomendado é guardar e levar ao dentista, já que existe a possibilidade de reimplante.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui