David enfrenta Omar e lança candidatura de Rebecca ao governo

Rebecca Garcia: "peço uma oportunidade de poder construir o futuro do Amazonas".

Com 37 dias à frente do Governo do Estado, o deputado David Almeida chega à condição de árbitro do processo eleitoral dessas eleições suplementares, a mesma que deveria ser conduzida pelo presidente do PSD, Omar Aziz.

Numa decisão inesperada, ele reuniu o seus apoiadores, enfrentou a direção do partido e escolheu a ex-deputada federal Rebecca Garcia (PP) e o deputado estadual e presidente interino da Assembléia Legislativa do Estado Abdala Fraxe (Prometemos) para compor uma chapa para as eleições suplementares e dar todo o apoio necessário.

A chapa foi anunciada hoje (16) em uma coletiva de imprensa, sem convenção, mas em uma reunião que tinha todos os ingredientes de uma chapa de grande porte, tamanho o números de pessoas que se concentraram na tarde de hoje (16) no auditório do Hotel da Vince, na Rua Belo Horizonte, Zona centro Sul de Manaus.

Rebecca Garcia: “peço uma oportunidade de poder construir o futuro do Amazonas”.

“Não vamos aceitar as determinações dos caciques”, disse o governador David Almeida, acrescentando que a população está cansada de candidaturas descidas de “goela abaixo”, sem dar oportunidade de escolha ao eleitor.

O governador disse que não quer briga, mas não vai apoiar a decisão de Omar Aziz em subir no palanque de outro grupo político, mesmo o PSD tendo um quadro em plenas condições de ganhar essas eleições suplementares.

O fato de ser contra a decisão do senador, para David Almeida, não significa que ele seja infiel ao partido. “O partido sim, foi infiel a mim, porque me negou o direito de ser candidato”, desabafou.

O governador destacou que pode até perder as eleições com a chapa que está apoiando, mas garante que perde lutando. Na opinião dele, se não tomasse a decisão de formar uma chapa apoiada pelo governo, na segunda feira (20), os caciques estariam “mandando” nos secretários e o governo ficaria nas mãos deles… (Amazonino, Omar, Arthur).

Indicação

David Almeida disse que fez de tudo para ser candidato e até pensou, ontem, que poderia sair candidato por conta própria, mas tinha dado a sua palavra a Rebecca de que a apoiaria e não voltou atrás. Para o governador, esse é um problema crônico entre os políticos. “Eles deixaram de honrar as suas palavras, deixaram de honrar o que dizem, de cumprir os acordos firmados”.

“Tinha dado a minha palavra a Rebecca Garcia e ao deputado Abdala Fraxe e estou cumprindo”, lembrou. Ele também chamou os adversários para a disputa. “Se quiserem ganhar, terão que ter mais garra que nós.

Por sua vez, a candidata a governadora Rebecca Garcia destacou que ela conhece todas as qualidades e fragilidades das pessoas que estão concorrendo nesse pleito e que a única coisa que não vai fazer nessas eleições é mentir para a população.

Já o candidato a vice-governador Abdala Fraxe, garante que se derem brecha, o papagaio deles vai “pegar vento”, subir nas pesquisas, nas intenções de votos e nas urnas. A decisão do Omar, em tentar anular o grupo, foi vista com revolta por eles, mas agora a frustação sumiu. “Agora é Rebecca governadora, Abdala Vice”, bradou.

Para isso, no entanto, vai mostrar que o seu sangue palestino corre quente nas veias. “Não vou arregar para as baixarias que já começaram a jogar nas redes sociais”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui