PUBLICIDADE
Início Amazonas Delegado Civil e Capitão PM prometeram ‘trocar tiros’ durante protestos

Delegado Civil e Capitão PM prometeram ‘trocar tiros’ durante protestos

Foto: recorte de rede social

Delegado da Polícia Civil e um capitão da Polícia Militar do Amazonas, estão prometendo ‘trocar tiros’, um com bala de borracha e o outro com pistola 40 mm, durante os protestos que serão feitos amanhã (02), contra os atos antidemocráticos do presidente Bolsonaro em Manaus.

Nas redes sociais, os dois militares discutem porque o capitão PM identificado Paulo Cheik Furtado fez ameaças em uma rede social escrevendo: “Deixa cmg, terça vou tá no protesto, já tô separando as balas de borracha”.

A postagem foi o estopim para, na hora, o delegado da PC João Victor Tayah responder a altura e no mesmo tom ao oficial da PM autor das ameaças: “Fui convidado e vou comparecer ao ato. E eu vou estar com as minhas bala – 40 mesmo, pronto para me defender de qualquer repressão ilícita a um ato legítimo e pacífico”.

A coordenação do movimento “Amazonas Pela Democracia” , responsável pela organização dos protestos, informou vai ingressar ainda hoje, com uma representação junto às Corregedorias do Sistema de Segurança Pública (SSP) e da Polícia Militar contra o oficial pelo crime de ameaça.

Outra ação será impetrada contra o Capitão junto ao Ministério Público. Por meio da assessoria, o Comando da Polícia Militar do Amazonas informou que teve conhecimento do caso por meio das redes sociais e que o fato já está sendo apurado.

O delegado João Tayah disse que ele e o capitão decidiram apagar os posts abaixo.

Em parceria com o Portal Caboclo

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

error: Conteúdo bloqueado!