Desiludido, senador Jorge Kajuru pretende ‘renunciar’ ao mandato

Senado Kajuru diz que não há perspectivas de melhora no governo Bolsonaro - foto: recorte/arquivo Senado

O senador Jorge Kajuru (Podemos-GO) afirma que pode renunciar ao mandato do Senado depois do recesso. Em entrevista ao Poder360, o senador disse que sente tristeza pelos rumos da política em Brasília e pela falta de trabalho de Jair Bolsonaro.

Kajuru afirmou que não há perspectivas de melhora nos rumos do governo Bolsonaro e do Congresso frente à pandemia. Segundo ele, a atuação de Bolsonaro não é a saúde da população.

Ele disse que ainda não desistiu do seu mandato como senador por conta da manutenção da sua equipe parlamentar, que mantém desde 2014. Kajuru teme que o suplente Milton Mercêz dispense o quadro assim que assumir.

Kajuru tem dito a amigos e aliados que, como senador, destinou 104 milhões de reais para a saúde em Goiás (para tratamento de câncer, diabetes, doenças raras, instituições filantrópicas e custeio de cidades menores. Ele considera que tudo isto é “inédito” e que, sem ele no Senado, “poderá acabar”. Por se preocupar com a saúde é que ele está profundamente irritado com os acontecimentos de Brasília.

Prestes a realizar uma cirurgia, afirmou que não pretende morrer de terno e gravata. “Quero morrer de porre em uma praia. Ouvindo B. B. King e Nina Simone“, disse o Kajuru.

O senador foi um dos autores da notícia-crime contra Jair Bolsonaro no caso Covaxin. O texto diz que Bolsonaro prevaricou ao não requisitar à PF (Polícia Federal) a abertura de uma investigação para apurar o suposto caso de superfaturamento na compra da vacina indiana. Também são signatários os senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Fabiano Contarato (Rede-ES).

Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui