Detran-AM implanta em outubro o novo sistema de emplacamento de veículos

Leonel Feitoza exibe a nova placa/Foto: W. Redman

Leonel Feitoza exibe a nova placa/Foto: W. Redman
Leonel Feitoza exibe a nova placa/Foto: W. Redman

A partir de outubro, será iniciado no Amazonas, o novo sistema de emplacamento de veículos, conforme determinado pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), e de acordo com informações do diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM), Leonel Feitoza, na última sexta-feira (15).

As novas placas terão um lacre específico e um sistema eletrônico de identificação que permite o rastreamento do veículo, em caso de roubo de carros ou motocicletas, ou clonagem de placas. O edital para a seleção da empresa responsável pela produção das placas está aberto e tem vigência de 30 dias.

“Essas placas terão códigos de barra com identificação do fabricante, do dia da fabricação e da ordem de serviço do Detran. Além disso, as placas terão um QR Code (código de barras bidimensional) nas duas placas e nos para-brisa e assim teremos todos os dados do veículo. Com isso, em caso de roubo ou clonagem de placas, esse veículo poderá ser rastreado”, explicou Feitoza.

O diretor-presidente do órgão explicou que a nova medida já vale para os novos veículos que serão emplacados a partir de outubro, mas que todos os demais veículos do Estado terão de se adequar ao novo modelo de placas gradativamente. “A nossa ideia é que em outubro o sistema comece a operar. Quando a pessoa vir pagar o IPVA ou o licenciamento, ele também fará a troca da placa”, esclareceu.

Feitoza explicou que o gerenciamento do sistema será de responsabilidade do órgão estadual de trânsito e que as empresas contratadas serão responsáveis somente pela fabricação das placas. “Já investimos em equipamentos novos para o Detran, entre eles os leitores óticos. E toda a gestão do serviço será do Detran, desde a fiscalização até a ordem de serviço para a fabricação das placas. Teremos um controle maior”, disse.

Para a adequação sistema o órgão está investindo R$ 990 mil, que,  de acordo com Feitoza, envolve uma parceria com a Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). “Vamos investir em antenas que serão instaladas em pontos estratégicos na cidade para monitorar esses veículos, o que irá facilitar as fiscalizações. Com o sistema só serão parados os condutores com irregularidades. Com isso o trabalho de fiscalização será mais ágil”.

Resolução – A implementação das novas placas estão previstas na resolução nº 231/2007 do Contran. Pelo documento, além da obrigatoriedade do uso da nova placa em veículos de passeio e transporte, a regra prevê ainda que os veículos de duas ou três rodas, do tipo motocicleta, motoneta, ciclomotor e triciclo, ficam obrigados a utilizar placa traseira de identificação com película refletiva.

No caso de caminhões com carroceria, a resolução também estabelece que será obrigatório o uso de segunda placa traseira de identificação nos veículos em que a aplicação do dispositivo de engate para reboques resultar no encobrimento, total ou parcial, da placa. Entretanto, não será obrigatório caso o dispositivo de engate de reboques (carroceria) não cause prejuízo para visibilidade da placa de identificação traseira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui