PUBLICIDADE
Início Amazonas Dia 22 de Julho, além de tudo, é o Dia da Paz...

Dia 22 de Julho, além de tudo, é o Dia da Paz e da Conciliação no Amazonas

Celebração do Dia Paz e da Conciliação está no calendário oficial do Amazonas - foto: Manaus vista do Rio Negro

Através da Lei 3563 de 18 de outubro de 2010, de autoria do ex-deputado Luiz Castro, ficou instituído que o Dia da Paz e da Conciliação passa a ser celebrado no dia 22 de julho. Além disso, a comemoração da data entra no calendário oficial do Estado do Amazonas.

O objetivo é discutir em palestras, apresentações e demais eventos as consequências positivas que a paz e a conciliação trazem para a sociedade amazonense e sua importância cultural, social, econômica, educativa e espiritual.

A representação da Paz na sua mais simples origem – foto: arquivo/UDV
PUBLICIDADE

Religião

“É importante divulgarmos esta mensagem de amor e fraternidade, de Paz e Conciliação, a qual está sempre presente nos fundamentos e na prática de nossa religião, transmitindo de forma clara e afirmativa a todos os setores da sociedade, ainda mais nesse período difícil que vivemos”, disse um integrante do Núcleo Princesa Sama, Jander Gonçalves.

Ainda de acordo com Jander (o Amigo Jander), não se trata de debater ou polemizar conceitos filosóficos sobre utópicas organizações. A sociedade atual necessita de Paz, de conciliação e é preciso que políticos se atenham para essa necessidade coletiva, não só no Estado do Amazonas, mas em todo o Brasil.

Dia pela Paz e Conciliação com passeio ciclístico, em 2017, em Boa Vista – foto: arquivo/UDV

Para o espiritualista e um dos principais incentivadores da Lei estadual que instituiu o Dia da Paz e da Conciliação, Jander Gonçalves, a iniciativa precisar ser estendida para todo o Brasil, através de Projeto de Lei e fazer desse dia, o mais importante do calendário nacional. “Viva o Dia 22 de Julho”, acentua.

Amigo Jander em um de seus momentos no Sitio Bom Futuro – foto: perfil

União

“Nossa União, verdade, nosso conceito de Paz e Conciliação precisa de ser transmitido a um número cada vez maior de irmãs e irmãos de nosso querido país, por meio de uma franca troca de ideias, passo a passo, construindo em cada dia um Presente/Futuro mais harmonioso e mais tolerante”, completou Gonçalves.

O especialista também salientou que é importante a divulgação por todos os meios, não apenas por parte de empresários, mas também de políticos. “A União do Vegetal e todas as famílias que a integram podem assim contribuir, humilde, mas resolutamente, para o fortalecimento dos laços de amor, autoconhecimento, harmonia e progresso espiritual, tão necessários para uma sociedade mais humana”, concluiu.

A Lei:

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

error: Conteúdo bloqueado!
Sair da versão mobile