Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes de Trânsito

Foto: Jamile Alves/G1 AM

Cerca de 50 mil pessoas morrem anualmente no trânsito no Brasil e 400 mil ficam com sequelas. Cerca de 90% dos acidentes ocorrem por causas comportamentais. Para promover um momento de reflexão sobre este grave problema, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM) promove neste domingo (19/11), em frente à Catedral de Nossa Senhora da Conceição (Igreja da Matriz), no Centro, zona sul de Manaus, ações no Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes de Trânsito.

Somente em Manaus, de janeiro a novembro de 2017, 198 pessoas perderam a vida no trânsito, No interior foram 71 vítimas. No mesmo período do ano passado, foram registradas 297 mortes em acidentes de trânsito no Estado. Desse total, 212 na capital. “Nesta data queremos celebrar a vida. É um momento importante para a sociedade refletir e propor ações que possam diminuir esses números assustadores no nosso trânsito”, enfatizou o diretor presidente do Detran-AM, Vinícius Diniz.

Foto: Jamile Alves/G1 AM

As atividades iniciam às 08 horas e envolvem a distribuição de material informativo e sensibilização de condutores e pedestres por meio de conversas. A ação tem a intenção de relembrar que a maior parte das mortes no trânsito poderia ter sido evitada e que todos devem agir de forma a tornar o trânsito mais seguro.

Sobre a data

A Organização das Nações Unidas (ONU) celebra neste domingo (19/11) o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito (WDR, World Day of Remembrance, em inglês). A data é lembrada anualmente, sempre no terceiro domingo de novembro.

Acidentes dessa natureza são a principal causa de morte entre jovens (de 15 a 29 anos), particularmente entre homens (73%).

De acordo com a ONU, todo ano morrem cerca de 1,25 milhões de pessoas em acidentes de trânsito no mundo. O número de feridos varia entre 30 e 50 milhões de pessoas. Brasil, China e Índia respondem por 40% das mortes globais de acidentes devido ao tamanho da população e à taxa de motorização.

A segurança no trânsito é um dos objetivos do desenvolvimento sustentável para 2030, e a ONU espera reduzir em 50% o número de vítimas de acidentes até 2020.

De acordo com Organização Mundial de Saúde (OMS), cinco fatores são considerados de maior risco no trânsito: a alta velocidade, a condução sob efeito do álcool, a negligência, a falta do uso de cinto de segurança e de assentos para criança.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui