Diego Afonso pode tirar o PDT das eleições por ter ‘batido em mulher’

Madalena, 2ª da esquerda para a direita, promete não deixar em branco a agressão de Diego Afonso - foto: divulgação

O movimento Ação da Mulher Trabalhista do PDT do Amazonas prometeu boicotar as eleições proporcionais do partido, se o atual presidente municipal Manaus, o vereador Diego Afonso não se retratar publicamente sobre a agressão física imposta à sua esposa, conforme foi noticiado nesse portal dia 1º de março.

A presidência da AMT-PDT, Maria Madalena Silva (Lene), que também é vice-presidente estadual do PDT no Amazonas, engrossou o caldo do vereador Diego Afonso. Em uma reunião tida no final da tarde de (02/03), no partido, ela impõe a saída do vereador das fileiras do partido porque ele não tem o perfil do PDT e nem compostura partidária.

O movimento das Mulheres Trabalhistas decidiram pelo desligamento do vereador. Se ele não sair espontaneamente, elas vão boicotar o PDT no Amazonas, para que não seja permitido a inscrição de nenhum vereador em todos os municípios do Estado. Ou seja, elas vão boicotar a cota feminina de 30% exigida pelo Tribunal Eleitoral e, com isso, inviabilizar as chapas de vereadores nos municípios.

Fundo partidário

Pior ainda, a Chapa Majoritária também corre o risco de ficar fora do pleito. São as mulheres do partido, através do movimento criado por elas, que o fundo partidário é viabilizado. As mulheres é que coordenam o maior movimento social partidário no PDT, tanto nacional quanto internacionalmente.

Ausência constante

Na reunião dessa segunda feira, na sede do partido na Avenida Airão, Centro Sul de Manaus, foi anunciado a formação de Núcleo de Mulheres nos principais municípios do interior sem a opinião e voto do presidente municipal Diego Afonso.

Como ele tem sido ausente nas reuniões, as mulheres tomaram a frente dos trabalhos comunitários e de organização e decidem todas as ações do PDT no Estado.

Retratação

Caso Diego não saia do PDT ou se retrate publicamente, a agressão que ele praticou contra a sua própria mulher, pode tirar o partido das eleições desse ano.

—————————————–

NOTA DA REDAÇÃO

Até o fechamento dessa nota, nenhum vereador, nenhuma vereadora de Manaus e de Câmaras do interior haviam se posicionado nem pro nem contra a atitude agressiva do vereador Diego Afonso contra a sua esposa. O assunto foi largamente divulgado na mídia local, mas nenhum vereador se posicionou.

O Portal deixa o espaço aberto para qualquer que seja o comentário. Seja dando apoio ao vereador Diego Afonso, seja criticando a sua forma violenta de ser contra as mulheres.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui