Dois objetos são achados no mar podem ser de avião AirAsia

Objetos achados no Mar de Java podem ser do avião da AirAsia/Foto: Reuters

Objetos achados no Mar de Java podem ser do avião da AirAsia/Foto: Reuters
Objetos achados no Mar de Java podem ser do avião da AirAsia/Foto: Reuters

As autoridades da Indonésia encontraram neste sábado dois grandes objetos no fundo do mar que podem pertencer ao avião da AirAsia que caiu no último domingo, no oeste do país, com 162 pessoas a bordo.
O chefe da Agência Nacional de Busca e Resgate da Indonésia (Basarnas), Henry Bambang Soelistyo, afirmou que veículos submarinos estão sendo usados para confirmar se os objetos pertencem de fato ao Airbus 320-200, conforme a agência local “Antara”.

Detectados por radares a cerca de 30 metros de profundidade, os dois objetos medem 7 e 9 metros de comprimento, respectivamente.

“Posso dizer que os objetos são parte do avião que estamos buscando. Estamos tentando descer um ROV (veículo operado à distância) para capturar uma imagem deles no fundo do mar”, disse Soelistyo, que acrescentou que as fortes ondas na região dificultam a operação.

Até o momento, as equipes de resgate recuperaram os corpos de 30 vítimas do acidente. Alguns destroços e bagagens dos passageiros também foram localizados e retirados do mar.

Os especialistas ainda procuram as caixas-pretas para descobrir se o acidente ocorreu devido a um erro humano, mecânico, às condições meteorológicas ou a uma combinação de fatores.
publicidade

O voo QZ-8501 da AirAsia, que saiu no dia 28 de dezembro da cidade de Surubaya, na Indonésia, e tinha previsão de pousar duas horas depois em Cingapura, caiu no mar de Java 40 minutos após a decolagem.

Estavam a bordo 155 passageiros e outros sete integrantes da tripulação. Entre eles há 155 indonésios, três sul-coreanos, um britânico, um francês (copiloto), um malaio e um cingapuriano.

O piloto solicitou à torre de controle para fazer um desvio à esquerda na rota e subir de 32 mil para 38 mil pés com o objetivo de contornar uma tempestade. A alteração de curso foi aprovada, mas a elevação negada porque outra aeronave já trafegava na mesma altitude.

Minutos depois, quando os controladores de voo tentaram entrar em contato para informar que o avião da AirAsia estava autorizado a subir até 34 mil pés, não houve resposta. A aeronave já havia sumido dos radares.

A Indonésia lançou uma operação internacional de busca e resgate, que cada vez mais conta com o apoio de novos países. No entanto, eles só descobriram na última terça-feira que o avião tinha caído no mar de Java.(Terra)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui