Eduardo Braga busca melhorias para a aviação local junto a Ministério

O apagão aéreo envolve nove municípios amazonenses/Foto: Divulgação

Disposição de aeronaves para voos no interior e obras de urgências em aeroportos nos municípios estão entre as ações emergenciais para melhorar o setor de aviação no Amazonas, que passa por um verdadeiro caos. O anúncio foi feito pelo senador Eduardo Braga (MDB-AM) e pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas.

Em suas redes sociais, o senador informou que vai atuar com o ministro em busca de soluções que acabem com os problemas da aviação no Estado. “O apagão aéreo envolve nove municípios amazonenses. Estamos inspecionando aeronaves (ATR 42) para operarem imediatamente, além de uma aeronave ATR 72. Essa vai atuar nos aeroportos com melhores condições. Vamos operar, praticamente, em todos os aeroportos do estado”, completou o ministro.

O senador também fez um apelo ao governo do Amazonas para liberar as licenças necessárias às obras nos aeroportos de Itacoatiara, Maués e Fonte Boa. Dessa maneira, será firmado um convênio com o Ministério da Infraestrutura para aceleração das obras. “Esperamos vencer os obstáculos que dificultam a aviação regional. O custo da passagem no interior do Amazonas é uma vergonha nacional. Não é fácil, mas a vontade política do ministro nos anima”, acrescentou.

Segundo Tarcísio de Freitas, a pasta tocará diversas obras em aeroportos do interior amazonense no primeiro semestre de 2020. O primeiro a sofrer intervenções, já em fevereiro, será o de Coari. “Com isso, vamos criar a infraestrutura necessária para haver mais concorrência na região”, disse o titular da Infraestrutura.

BR-319

No mesmo registro, o parlamentar agradeceu os primeiros avanços nas obras de pavimentação da BR-319, que liga Manaus (AM) a Porto Velho (RO). “Tive a oportunidade de sobrevoar os 100 primeiros quilômetros da rodovia e vi que lá estão sendo feitas obras de qualidade. Quero cumprimentá-lo por isso”, declarou.

2 COMENTÁRIOS

  1. Apagão Aéreo. Tivéssemos nós investido na moderna aviação ANFÍBIA na Amazônia, nunca teríamos um apagão. Atualmente existem aeronaves anfíbias ideais para uma aviação regional, capacitadas a transportar 09, 16, 24 e 73 passageiros. Podemos afirmar que existem 15.000 aeroportos prontos para operar na região, a maior concentração de rios do planeta, basta um porto de atracação e uma estação de embarque e o aeroporto já está pronto e operacional. O voo por instrumento é o GPS, preciso, livre, grátis e sem nenhum ônus comparado aos antigos equipamentos afixado no solo do aeroporto de manutenção caríssima. O grande exemplo de aviação anfíbia vem do Canadá e, observe que lá, as condições climáticas são muito piores que a da região Amazônica. Saudações,

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui