Em cadeira de rodas José Jorge atravessa o Brasil em defesa da acessibilidade

José Jorge, na Assembleia Legislativa do AM/Foto: Elisa maia

José Jorge, na Assembleia Legislativa do AM/Foto: Elisa maia

Uma pessoa saudável, sem dificuldades de locomoção, que decidiu atravessar o país sentado em uma cadeira de rodas, impulsionada por ele mesmo, para chamar atenção para as dificuldades enfrentadas pelos portadores de deficiências físicas. Esse é o perfil do mineiro José Jorge Souza Castro, que desde fevereiro deste ano está “empurrando” sua cadeira de rodas desde a cidade de Caburaí, em Roraima, e pretende chegar a Chuí, no Rio Grande do Sul, e esteve na Assembleia Legislativa na manhã desta quinta-feira (10), a convite do deputado Marco Antônio Chico Preto (PMN).

José Jorge foi à tribuna falar sobre um dos principais problemas que aflige a pessoa com deficiência que são as barreiras arquitetônicas. “Diversos são os tipos de barreiras arquitetônicas, como, as escadas, elevadores muito estreitos e portas, buracos no passeio, casas de banho mal equipadas, transportes públicos mal preparados, entre outros”, exemplificou.

Para ele, acessibilidade significa não apenas permitir que pessoas com deficiências ou mobilidade reduzida participem de atividades que incluem o uso de produtos, e informação, mas a inclusão e extensão do uso destes por todas as parcelas presentes em uma determinada população. “Contudo, raros são os lugares onde se pode dizer que estão de acordo com essas necessidades em relação ao meio”, disse, acrescentando que o que se vê é um profundo desrespeito por parte do Poder Público às pessoas com deficiência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui