Educação

Escola municipal conquista prêmio ‘Crianças Mais Saudáveis’

Fotos - Nathalie Brasil / Semcom
Redação I
Escrito por Redação I

A escola municipal de educação integral Dr. Sérgio Alfredo Pessoa Figueiredo, mantida pela Prefeitura de Manaus, foi umas das vencedoras da 2ª edição do prêmio “Crianças Mais Saudáveis”, promovido pela Fundação Nestlé Brasil. A unidade de ensino, localizada no bairro Presidente Vargas, zona Sul, desenvolveu o tema “Educação alimentar, hidratação e atividade física é igual a benefícios na aprendizagem”, receberá R$ 35 mil para investir no projeto, além de capacitação. A premiação será no dia 4 de junho, em São Paulo (SP).
Para o prefeito Arthur Virgílio Neto a premiação é um reconhecimento aos diversos projetos desenvolvidos pela Secretaria Municipal de Educação (Semed-Manaus) e que têm elevado o nível da educação básica da capital. “O reconhecimento nacional de mais uma iniciativa desenvolvida em uma escola municipal me deixa muito feliz e orgulhoso. Promover pesquisa, incentivar a prática esportiva e hábitos saudáveis em nossos alunos são propostas pedagógicas do município que buscamos fortalecer sempre”, destacou o prefeito.

Fotos – Nathalie Brasil / Semcom

Dez escolas de todo Brasil apresentaram projetos com o tema, que busca engajar os educadores na promoção de novos hábitos no âmbito escolar, além de reconhecer e apoiar a implementação dos melhores projetos que promovam uma alimentação equilibrada e, ainda, tornam hábito a prática de atividades físicas nas escolas públicas do país.

Fotos – Nathalie Brasil / Semcom

A escola Sérgio Pessoa atende 179 alunos do 1º ao 5º anos do ensino fundamental. De acordo com a gestora Regeane Chaves, a unidade desenvolve o projeto há dois anos e, dessa vez, resolveu se inscrever no concurso. “Quando iniciamos a educação integral, percebemos que os alunos não tinham uma alimentação saudável. Hoje, os hábitos mudaram nas escolas e foram extensivos às famílias também”, explicou a diretora.

Oficinas de educação culinária, karatê, jardim sensorial (plantas medicinais), horta escolar, circuito de atividades da educação física, aulas de ciências (composição dos alimentos) e resgate de brincadeiras antigas fazem parte da proposta premiada.

Fotos – Nathalie Brasil / Semcom

“Essa é uma atividade significativa, transdisciplinar, que envolve todas as disciplinas em uma só aula. O conhecimento adquirido por essas crianças é levado para vida de uma forma leve”, comentou a professora de Empreendedorismo, Educação Financeira e Culinária, Telma Assis.

A aluna Bianca da Silva, 10, do 5º ano, acredita que toda a aprendizagem será usada no futuro. “A gente aprende muita coisa. Desde pequenos, precisamos saber a importância do alimento, para que, no futuro, saibamos usar os alimentos que fazem bem para o nosso corpo”, disse.

Fotos – Nathalie Brasil / Semcom

As aulas de karatê são realizadas as terças e quintas-feiras e também são abertas a comunidade. “O intuito do projeto é favorecer uma vida saudável aos alunos, incluindo o esporte e contribuir para a formação do cidadão”, disse o sensei faixa preta Aldenor do Nascimento.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário